Ponta Porã.Vigilante teria sido assassinado por engano.

Irmão gêmeos era o alvo funcionário municipal fuzilado era acusado de duplo homicídio no Paraguai ,era Vigilante municipal fuzilado era acusado de duplo homicídio no Paraguai
Vítima seria apontado como autor de homicídio de dois irmãos em Pedro Juan
Gilmar Afonso Canofe
Informações extraoficiais mas de fonte segura aponta que o servidor público municipal Gilmar Afonso Canofe, de 36 anos, fuzilado na manhã desta quinta-feira, 19, na esquina das ruas Guia Lopes com a rua Antonio João, no semáforo da prefeitura de Ponta Porã, estaria envolvido em duplo homicídio ocorrido há alguns anos em Pedro Juan Caballero.
As mesmas fontes apontam que Gilmar tem um irmão gêmeos. De acordo com as informações, Gilmar Canofe ficou preso por vários meses em Pedro Juan, mas conseguiu a liberdade graças a falta de provas para sua participação no crime em que dois irmãos foram assassinados.
A polícia brasileira deve buscar detalhes e informações oficiais acerca desse caso no lado paraguaio dentro das investigações.
Gilmar Afonso Canofe estava trabalhando como guarda noturno na escola municipal ‘Conceição Capiberibe Saldanha’, localizado na região sul de Ponta Porã.
Ele foi alvejado com mais de 15 tiros de pistola de grosso calibre, quando parou no semáforo da rua Antonio João, sentido bairro-centro. Gilmar seguia em uma motocicleta importada, com placas do Paraguai.