Polícia avalia em quase R$ 3 milhões maconha apreendida em caminhão e chácara

Nesta quinta-feira (03), após uma denúncia, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou um caminhão Scania/T-112, com placas de Nova Alvorado do Sul, no Anel Viário, nas proximidades do posto Litro, em Dourados. O veículo, que carregava 2.880 kg de maconha no meio de uma carga de milho, era conduzido por como Fabio Junio, 39.

Conforme ocorrência, durante a abordagem, o suspeito disse que recebeu a proposta para fazer o transporte do entorpecente através de um contato por telefone, em um posto de combustível. Entretanto, ele relatou que não sabia para onde a droga seria levada e que posteriormente receberia as coordenadas por telefone. Ele ainda afirmou que receberia R$ 35 mil. 

À polícia, o homem confessou ter carregado a carreta em uma chácara na região de Dourados, localizada na rua Aquidaban. A partir disso, a PRF contactou a Polícia Civil, através do 2º Distrito Policial, que organizou uma equipe comandada pelo delegado titular Francis Tadano, e se deslocou para o local. 

Após uma vistoria na chácara, uma equipe da Polícia Militar também foi acionada, através do Canil. No local foi descoberto um buraco, tipo fossa, preparado para esconder a droga. Foram encontrados dois fardos de maconha iguais os apreendidos na carreta, pesando 33,200 kg. Além disso, os policiais encontraram duas espingardas, uma de pressão (calçada para calibre 22) e outra calibre 36 e dezenove munições. Uma balança também foi apreendida.

No local, foi preso um jovem identificado como Luiz Eduardo, de 25 anos, morador de Ponta Porã. De acordo com informações policiais, ele é uma espécie de caseiro do local. Na delegacia, ele se reservou no direito de ficar calado.

A polícia também efetuou a prisão de Maiquer Gomes, 30, que arrenda o pasto da chácara. Na delegacia, ele estava acompanhado pelo advogado Renan Pompeo. O homem nega qualquer tipo de envolvimento e relatou que só vai até lá para tirar leite das vacas, porém, afirmou que achou estranho o movimento no local nos últimos dias.

De acordo com a PRF, a droga é avaliada em mais de R$ 2,9 milhões. DOURADOS NEWS