PF apreende 78 kg de ouro em aeronave escoltada por PMs de São Paulo

O avião foi abordado pelos agentes federais enquanto o ouro era descarregado em malas de viagens.

O avião, um King Air, foi abordado pelos agentes federais enquanto o ouro era descarregado em malas de viagens.

Durante a ação, a PF descobriu que policiais militares do estado de São Paulo eram os responsáveis pela escolta do carregamento.

Um dos PMs que atuava na escolta é um tenente-coronel que está lotado na Casa Militar do governo de São Paulo, que é o órgão que cuida da segurança do governador, mas está afastado desde dezembro para cumprir licença antes de passar para a reserva.

Segundo apuração da reportagem, os responsáveis pelo carregamento apresentaram uma documentação para justificar o volume.

A PF, no entanto, suspeita que a origem do ouro é ilegal e deve abrir uma investigação para apurar o caso.

Um dos objetivos da apuração será entender o envolvimento dos PMs no transporte do ouro.

Além do ouro, a PF apreendeu a aeronave e celulares de todas pessoas abordados no local. Elas estão sendo ouvidas pela polícia.

Pela cotação desta quarta (4), o carregamento é avaliado em cerca de R$ 23 milhões.