PARANHOS.Taxista que fez mulher de refém na fronteira é preso após tentar fugir de moto

João Cavalcante, o “Zóio”, 30 anos, foi preso na madrugada desta quinta-feira por força de mandado de prisão.

O taxista João Cavalcante, o “Zóio”, 30 anos, que no mês passado sequestrou e ameaçou matar a ex-mulher, foi preso por força de mandado de prisão na madrugada desta quinta-feira (24) em Paranhos, distante 469 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai.

Segundo o delegado Edgar Punsky, João foi pego por uma equipe da Polícia Militar que fiscalizava a região. Ao ser abordado, o criminoso tentou fugir e entrar com a motocicleta que pilotava numa casa, mas foi capturado. Ele responde por crimes como: descumprimento de medidas protetivas de urgência, sequestro, porte de arma de fogo e ameaça.

A prisão havia sido solicitada pelo delegado da cidade e decretada pelo juiz da comarca. Suspeito de ligação com o tráfico de drogas e, segundo testemunhas, dependente de cocaína, João fez a mulher refém por pelo menos duas horas na tarde do dia 18 de novembro.

Como foi? – A vítima de 27 anos professora na rede municipal de ensino, trabalhava em uma escola infantil no período da tarde quando foi sequestrada pelo taxista, que armado com uma pistola invadiu o local.  A mulher já tinha medida protetiva que impedia o ex-marido de se aproximar dela, mas João descumpriu a ordem judicial.

Visivelmente alterado, João arrastou a professora pelo braço, a agrediu com coronhadas e a obrigou entrar em um carro. Na sequência, o taxista seguiu pela MS-295 com destino à área rural, mas foi cercado pela polícia no meio da estrada.

Com a pistola na mão, a todo tempo ele ameaçava matar a mulher e se matar em seguida. Depois de uma hora de negociações, João libertou a vítima, mas conseguiu fugir  se embrenhando no mato com a pistola na mão. Dois dias depois do ocorrido, a Justiça decretou a prisão preventiva dele. – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS