Douradense contaminado com “varíola dos macacos” viajou para o Paraguai recentemente

Um douradense, de 27 anos, teve diagnóstico positivo para a Monkeypox, conhecida como a “varíola dos macacos”. Ele tem histórico de viagem recente para o Paraguai.

O paciente procurou atendimento no dia 6, com resultado positivo no dia 12 de agosto. Os seus contatos estão sendo monitorados desde o dia 8 de agosto e não foi constatado mais ninguém com os sintomas.

As informações são de que o jovem está evoluindo bem e ficará isolado até a remissão completa da doença.

Caso de Camapuã

Conforme informado pelo Dourados News, a Saúde descartou uma morte por “varíola dos macacos. O homem de 31 anos morreu no dia 6 de agosto com suspeita de estar infectado com o vírus. Ele deu entrada no Hospital Regional de Campo Grande no dia 1º.

Foram colhidos materiais genéticos e encaminhados para laboratório em universidade federal no Rio de Janeiro (RJ), onde o exame resultou em ‘não detectável’. 

O que é o ‘Monkeypox’?

O ‘Monkeypox virus’, embora seja conhecido por causar a “varíola de macacos’, é um vírus que infecta roedores na África, e os macacos são provavelmente hospedeiros acidentais, assim como os ser humano. 

Até maio de 2022, todos os surtos da ‘Monkeypox’ estavam restritos ao continente africano, porém, a doença se espalhou pelo mundo e atualmente apresenta transmissão comunitária em diversos países além do Brasil. 

D.NEWS