Corpo do empresário Cleber Sapucaia é sepultado no Mato Grosso do Sul

 

Clebson Tavares Vogel [Cleber Sapucaia] tinha 43 anos; ele morreu na terça-feira 16 de novembro de 2021, e o sepultamento ocorreu na manhã desta quarta-feira (18), no cemitério municipal da cidade de Coronel Sapucaia no Mato Grosso do Sul.

Clebson Tavares Vogel, de 43 anos, morreu, ontem à tarde, em um hospital particular, no centro da cidade de Sinop no Mato Grosso.  Ele foi atingido por ao menos três tiros, em Novo Progresso, no Pará, até agora ninguém soube apontar mais detalhes sobre a ação criminosa.

Ainda conforme o relatório médico, os tiros teriam atingido e fraturado a mandíbula, além de perfurar a região do abdômen, sendo necessária cirurgia. O homem permaneceu internado por 19 dias na Unidade de Tratamento Intensivo, apresentando novo agravamento no quadro clínico. O paciente também era portador de hipertensão arterial sistêmica e obesidade grau dois. Morador de Novo Progresso onde deixou seis filhos, era conhecido como Cleber Sapucaia, o corpo foi transladado de avião para sua cidade Natal de Coronel Sapucaia no Mato Grosso do Sul.

Informações que o corpo do empresário Clebson Tavares Vogel foi sepultado em Coronel Sapucaia  (MS) na manhã desta quarta-feira (17). Ele atuava na área de extração e indústria de madeira, gerava centenas de empregos, tinha 43 anos e foi um dos pioneiros no ramo.

O caso

A vítima estava em seu veículo particular, uma camioneta, placa não informada, por volta das 12h00mn da quinta-feira 28 de outubro de 2021, quando teria sido surpreendida pelos algozes. O crime ocorreu em frente a uma oficina mecânica no bairro Industrial. Populares informaram à polícia que duas pessoas em uma motocicleta Bros de cor Preta um de calças Jeans botina e camisa de ‘cowboy’ o outro de calças jeans e camisa normal com um chapéu de palha debaixo do braço, os dois de capacetes se aproximaram e dispararam conta o empresário.

As motivações ainda são desconhecidas, ninguém foi preso, o crime é investigado por agentes da Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Por:Jornal Folha do Progresso