Advogado assassinado em PJC já havia sido preso no Brasil por tráfico de drogas.

Advogado assassinado em PJC já havia sido preso no Brasil por tráfico de drogas.

“Policiais federais flagraram o casal paraguaio Joel Angel Villalba Aguero e Dalcy Antonia Sanchez de Escobar entregando o Hyunday placa AUE-322 (Paraguai), carregado com quase oito quilos de cocaína escondidos no estepe, ao uruguaio Daniel Makoto Hirai Torii. A entrega da chave do carro ocorria dentro da rodoferroviária, quando os três foram flagrados”

Portaria EXPULSÃO – JOEL ANGEL VILLALBA AGUEROl
Portaria CPMIG nº 78, de 14 de janeiro de 2020, publicada no Diário Oficial da União do dia 15 subsequente, o Senhor Coordenador de Processos Migratórios, no uso da competência que lhe foi conferida pelo artigo 1º, VII, da Portaria SENAJUS/MJSP nº 432, de 17 de junho de 2019, publicada no Diário Oficial da União do dia 21 subsequente, determinou a expulsão do Território Nacional, em conformidade com o artigo 54, § 1º, II, § 2º, da Lei nº 13.445, de 24 de maio de 2017, do estrangeiro JOEL ANGEL VILLALBA AGUERO, de nacionalidade paraguaia, filho de Marcelino Villalba e Porfiria Sulma Aguero de Villalba, nascido em Pedro Juan Caballero,na República do Paraguai, em 10 de abril de 1976