Policiales

Relembre 5 criminosos conhecidos que estão em Penitenciárias Federais

O pedido para inclusão de um preso no Sistema Penitenciário Federal (SPF) é feito pelo Estado, e todo o processo corre em segredo de Justiça

Com cinco Penitenciárias Federais em funcionamento no Brasil e uma capacidade total de 1.040 presos, são para essas unidades que são enviados presos condenados e provisórios sujeitos ao Regime Disciplinar Diferenciado, líderes de organizações criminosas, assim como os mais violentos e indisciplinados, além daqueles que tentaram fugir reiteradas vezes no sistema prisional de origem, conforme informa o Ministério de Justiça através de seu site.

O pedido para inclusão de um preso no Sistema Penitenciário Federal (SPF) é feito pelo Estado, e todo o processo corre em segredo de Justiça. Ao chegar nas unidades federais, os presos cumprem pena em uma cela isolada. 

Relembre alguns criminosos conhecidos que estão no SPF.

Fernandinho Beira-Mar

Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, faz parte do Comando Vermelho (CV), é do Rio de Janeiro e está preso desde 2002. Ele foi condenado a quase 320 anos de prisão por tráfico de drogas, associação criminosa e homicídios. Em 2015, Beira-Mar foi condenado a 120 anos de prisão pela morte de quatro traficantes durante uma rebelião em Bangu I, que aconteceu em 2002, e as outras penas somam quase 200 anos de cárcere. O interno está na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Beira-Mar era presidiário em Rondônia, mas foi transferido para Mossoró após investigações revelarem que, mesmo preso, ainda comandava o tráfico.

fernandinho-beira-mar-penitenciaria-federal
Fernandinho está na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do NorteFoto: Tribunal de Justiça/RJ

Nem da Rocinha

Chefe do tráfico na Favela da Rocinha, Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como “Nem”, está preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia. Ele foi preso em novembro de 2011, durante operação na comunidade para a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Ele também é considerado um dos responsáveis pelos confrontos armados, iniciados em 2017 pelo controle dos pontos de comércio de drogas na favela. Ele também foi condenado a 66 anos de prisão pela morte e ocultação de cadáver de duas jovens.

nem-rocinha-penitenciaria-federal
Nem foi condenado a 66 anos de prisão pela morte e ocultação de cadáver de duas jovensFoto: Reprodução/TV Globo

Naldinho

Apontado pela Polícia como líder do Comando Vermelho (CV) no Grande Bom Jardim, em Fortaleza, Antônio Edinaldo Cardoso de Sousa, mais conhecido como “Naldinho” ou “Tio Chico”, foi o primeiro detento a ser enviado a um Presídio Federal devido aos ataques que assolam o Ceará desde 2 de janeiro de 2019. Ele chegou à Penitenciária Federal de Mossoró na última segunda-feira (7). O líder do CV no Bom Jardim estava recolhido na Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba, onde cumpria 19 anos de prisão. Sua transferência já havia sido definida em dezembro de 2018. Mesmo preso e com a transferência definida, ‘Naldinho’ teria dado ordens de dentro do sistema penitenciário para que ‘soldados’ do seu grupo criminoso atacassem veículos e prédios públicos na Capital.

naldinho
Naldinho era líder de facção no Bom JardimFoto: Divulgação/Polícia

Marcinho VP

Márcio dos Santos Nepomuceno, mais conhecido como Marcinho VP, está preso desde 1996 e é considerado um dos chefes do Comando Vermelho. Ele foi detido por tráfico de drogas e também foi condenado a 42 anos de prisão ser mandante de um duplo homicídio. Ele cumpre a pena em Catanduvas, no Paraná. 

marcinho-penitenciaria-federal
Marcinho VP cumpre a pena em Catanduvas, no ParanáFoto: Reprodução/TV Globo

Ricardo Paiol

Chefe do tráfico de drogas do Morro do Turano, no Rio, José Ricardo Couto e Silva, conhecido como “Ricardo Paiol”. Ele foi condenado a 32 anos e seis meses de prisão por associação para o tráfico, falsificação de documento público e posse e porte ilegal de arma de fogo. De acordo com o O Globo, ele está na Penitenciária Federal de Mossoró.

paiol-pemitenciaria-federal
De acordo com o O Globo, Paiol está na Penitenciária Federal de MossoróFoto: Divulgação
Comentarios

Más popular

Hasta arriba