Policiales

CARGA DE 9 MIL KG DE DROGA QUE SAIU DE P.PORÁ CAIU NAS GARRAS DO DOF

Carga de maconha pesou 8,9 toneladas e quatro pessoas foram presas

Motorista da carga, batedor e duas mulheres foram presos, entre elas dona da propriedade de onde saiu o caminhão com a drogaHelio de Freitas, de Dourados

Policiais descarregam fardos de maconha apreendidos hoje na MS-164 (Foto: Adilson Domingos)Clique na imagem para ampliar

Fardos de maconha estavam em caminhão apreendido na região do “Copo Sujo” (Foto: Divulgação)Clique na imagem para ampliar

Pesou 8.960 quilos a carga de maconha apreendida na manhã de hoje (28) pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) na MS-164, na região conhecida como “Copo Sujo”, nos limites dos municípios de Ponta Porã, Maracaju e Dourados.

Foram presos e autuados em flagrante na Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) o motorista do caminhão onde estava a droga, Altamiro Rocha De Souza, 52, morador em Dourados, Delza de Fátima Durão Martins, 47, dona da propriedade onde o caminhão estava antes de ser apreendido e dois batedores, Jonatan Paim Rivas, 27, e Kelly Caroline Durão Martins, 23.

A apreensão da droga ocorreu por volta de 6h15, durante policiamento na estrada que liga os distritos de Nova Itamarati em Ponta Porã a Vista Alegre em Maracaju.

Os policiais viram o caminhão estacionado e dois homens que, ao perceberem a aproximação, tentaram fugir, mas foram detidos. A carga é uma das maiores apreensões do DOF nos últimos meses.

Um dos homens detidos disse aos policiais que foi contratado para pegar o caminhão naquele local e levar até Goiás. A moradora do local contou que seu marido trouxe o caminhão e o motorista na noite anterior para pernoitar na propriedade. O dono da casa não foi localizado.

Mais dois veículos encontrados na propriedade foram apreendidos, uma caminhonete Amarok prata e um Nissan Sentra preto.

Além da droga prensada, os policiais encontraram no caminhão 14 quilos de semente de maconha e dez pneus para caminhão contrabandeados do Paraguai. CGNEWS

Comentarios

Más popular

Hasta arriba