Policiales

Beira-Mar fala sobre Marcola no ‘Câmera Record’: ‘Um cara honrado’

Traficante falou por mais de três horas com exclusividade ao jornalístico e deu informações inéditas sobre o crime organizado

Domingos Meirelles questionou Beira-Mar sobre PCC

Domingos Meirelles questionou Beira-Mar sobre PCC

Divulgação/ Record

De dentro do presídio mais rígido, Fernandinho Beira-Mar, um dos traficantes mais temidos do Brasil, revela informações até então desconhecidas do submundo do crime organizado aos jornalistas Domingos Meirelles, Gustavo Costa, Gabriela Pimentel, Fabíola Correa e Marcelo Menezes.

As quase três horas de entrevista, a mais longa que ele já deu, foram divididas em duas edições do Câmera Record. Beira-Mar falou sobre tráfico internacional de armas e drogas, da crueldade ao executar desafetos, das suas conexões com o grupo paramilitar As FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e da parceria com lideranças de outras organizações criminosas.

«Eu sou amigo da cúpula do PCC. Tenho muito respeito pelo Marcola, muita admiração por ele porque ele é um cara honrado. A gente puxou cadeia junto. Eu estava no Regime Disciplinar Diferenciado, em Presidente Bernardes, e ele também», responde ao ser perguntado por Domingos Meirelles sobre suas relações com líderes de facções rivais.

Condenado a mais de 200 anos de prisão, Beira-Mar é considerado um homem cruel com seus inimigos. Entre as atrocidades comandadas por ele, uma deles manchou de sangue sua ficha criminal.

Em agosto de 1999, a Polícia Federal intercepta uma conversa telefônica. Do outro lado da linha está Michel dos Santos. Michel teria tido uma relação com uma namorada de Fernandinho. Ele foi então sequestrado, torturado e esquartejado vivo.

Ao ser questionado sobre esse episódio por Meirelles, Beira-Mar muda o tom de voz, crítica a gravação da polícia, mas assume a responsabilidade de ter mandado torturar e matar Michel. «As pessoas não entendem que às vezes você toma tipos de atitude no calor do momento. Eu tive razão de tomar aquela atitude», confessa.

A equipe de jornalistas revela também como o traficante estava controlando seus negócios de dentro da Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia.

É exclusivo! O Câmera Record vai ao ar logo após o Domingo Espetacular.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba