Policiales

A partir de MS, ‘Família Busca-pó’ levou mercado de cocaína para a Europa

Casal de traficantes conta com fazenda com 1.500 hectares em Campo Grande
A partir de MS, ‘Família Busca-pó’ levou mercado de cocaína para a Europa

A partir de Mato Grosso do Sul, teve início sofisticado esquema de tráfico internacional de drogas que tinha como destino a Europa. Karine Campos e Marcelo Mendes Ferreira são os responsáveis pela fundação da “Família Busca-pó”, organização criminosa alvo da Operação Alba Vírus, deflagrada em agosto pela Polícia Federal.

Segundo reportagem publicada pela revista Veja, Karine é natural de Mato Grosso do Sul e conhecia produtores de cocaína na Bolívia. Marcelo, por sua vez, sabia os caminhos para distribuição de drogas pelo interior da Bahia. Juntos, coordenavam inicialmente grupo que despachava entorpecentes em ônibus e carros velhos, de forma modesta, para a Bahia.

Em 2009 foram presos e acabaram soltos seis meses depois. No entanto, voltaram ao radar das autoridades com um esquema maior e mais complexo, envolvendo despacho de cocaína pelos portos de Santos, Paranaguá, Navegantes, Itajaí e Salvador. O casal contava com duas empresas de logística e uma importadora na Espanha, que recebia a mercadoria.

Parte do grupo foi presa, mas o casal conseguiu escapar. De acordo com a Veja, eles formaram negócio milionário. Foram apreendidos mais de R$ 31 milhões em imóveis ligados ao esquema. Foram localizados também veículos de luxo como BMWs, Land Rovers, caminhões, lanchas e mansões, avaliados em R$ 25 milhões, além de uma fazenda com 800 cabeças de gado e 1.500 hectares em Campo Grande. Midiamax

Más popular

Hasta arriba