Fronteira

PREFEITO E GOVERNADOR DO PSDB SÃO DENUNCIADOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO POR FALTA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA HOSPITALAR EM PONTA PORÃ

O caos na saúde pública de Ponta Porã tem gerado várias reclamações e criticas contra o Hospital Regional e o próprio prefeito da cidade e o governador do estado do Mato Grosso do Sul que acabaram sendo denunciados no Ministério Pública ante a falta de assistência médica hospitalar no município de Ponta Porã.

Na última segunda feira (11) um morador da cidade de Ponta Porã, indignado com a situação entrou na justiça contra o município, pedindo assistência médica hospitalar, pela que denunciou a prefeitura de Ponta Porã administrado pelo prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB), e o governo do estado administrado por Reinaldo Azambuja (PSDB), que não tem cumprido as suas promessas de campanha com a população que se encontra sem postos de saúde em condições para atender e em muitos casos sem remédios para os pacientes de escassos recursos econômicos.

A ação do morador contra o município e o estado ao não conseguir assistência médico-Hospitalar , evidencia que os atuais administradores, municipal e estadual tem feito pouco ou quase nada para beneficiar o sistema de saúde da cidade, onde o número de pacientes que ao não conseguir atendimento devem procurar hospitais de outras cidades próximas para ser atendido, em muitos casos os moradores de Ponta Porã, cruzam a fronteira para ser atendido no Hospital Regional da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, está triste situação se tornou constante na cidade administrada pelo PSDB que transferiu a administração ao governo do estado e este por sua vez ao “Instituto Gerir” que a mais de um ano na administração do Hospital Regional de Ponta Porã não consegue colocar o pagamento dos seus funcionários e das empresas prestadoras de serviço em dia, mas a falha maior são as deficiências nos postos de saúdes de responsabilidade da administração do prefeito Hélio Peluffo Filho que também a mais de um ano no cargo não consegue atender as prioridades da população como havia prometido durante a sua campanha eleitoral na qual a população acreditou e o elegeu, mas passado mais de um ano de espera só alguns vereadores e parte do funcionalismo continuam acreditando supostamente nas promessas da época e renovadas com a proximidade das próximas eleições.

Home

Comentarios

Más popular

Hasta arriba