Internacionales

Brasileiro é executado a tiros, mas desta vez pistoleiros são presos

Crime ocorreu nesta manhã em Capitán Bado, outra cidade da fronteira dominada pelo crime organizado; morto era fazendeiro

Aglomeração no local onde fazendeiro brasileiro foi executado nesta manhã em Capitán Bado (Foto: Capitán Bado.com)

Como já se tornou rotina na parte mais violenta da fronteira entre Brasil e Paraguai, mais uma pessoa foi executada a tiros na Linha Internacional que divide o estado de Amambay e Mato Grosso do Sul. A novidade desta vez é que os pistoleiros foram presos em flagrante.

A execução desta quinta-feira (18) ocorreu em Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande. A região, assim como ocorre em Pedro Juan Caballero-Ponta Porã, é base das facções criminosas brasileiras em guerra pelo controle do tráfico de drogas.

O brasileiro Aguinaldo Correa Lemes, 48, dono de uma fazenda no lado paraguaio, foi executado a tiros dentro de sua caminhonete Toyota Hilux.

Após a execução, os dois pistoleiros de moto fugiram, mas foram surpreendidos por uma equipe da Polícia Nacional do Paraguai que passava a cem metros do local.

Os dois foram identificados como o paraguaio Wenceslao Oviedo Acosta, 29, e Ruben Torales Huerta, brasileiro. Os policiais apreenderam com eles a moto e a pistola usada no crime, uma pistola calibre 9 mm. CGNEWS

Momento em que pistoleiros foram presos, a poucos metros do local da execução (Foto: Capitán Bado.com)

Momento em que pistoleiros foram presos, a poucos metros do local da execução (Foto: Capitán Bado.com)

Más popular

Hasta arriba