Frontera

SATURAÇÃO. Operação conjunta entre polícias apreende caminhonete e fuzil na fronteira

A Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) iniciou nesta sexta-feira (18), em Ponta Porã, na fronteira com o município paraguaio de Pedro Juan Caballero, uma operação com policiais do DOF, Polícia Civil e Polícia Militar, com o objetivo de impedir ataques do crime organizado, como o que vitimou o ex-candidato a prefeito de Ponta Porã Francisco Chimenez, tio do narcotraficante Jarvis Pavão, na madrugada de quinta-feira (17).

Ações contam com apoio de helicóptero da PM e, durante as primeiras horas da operação, foi apreendido um fuzil, que estava em uma caminhonete. Veículo também foi apreendido e não foram informados detalhes sobre o motorista.

O secretário Antônio Videira disse que o objetivo da operação é “sitiar” a região por tempo indeterminado, até que o risco de ataques no lado brasileiro da fronteira diminua, aumentando a segurança.

“Além dos policiais, também temos servidores da inteligência da Sejusp para auxiliar nas ações, com apoio do helicóptero. Isso ocorre sem comprometer o policiamento que foi reforçado em Paranhos, Sete Quedas e Coronel Sapucaia”, disse. 

Chimenez foi morto na  quinta-feira, dentro de casa, na Rua Calógeras quase com a Guia López, em Ponta Porã. Mais de dez homens armados invadiram a residência e dispararam cerca de 190 vezes. Ele é a quarta pessoa ligada a Pavão que é morta em menos de três meses. correiodoestado.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba