Frontera

PARANHOS.Operação desmonta oficina de drogas, apreende veículos, armas e munições

Operação Fronteira Alerta foi deflagrada na tarde de sexta-feira (28) e continua por tempo indeterminado

Izabela Sanchez – CGNEWS

Polícia acredita que droga apreendida pese mais de uma tonelada (Foto: Divulgação)

A operação deflagrada pela DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Fronteira Alerta, deflagrada na tarde de sexta-feira (28) pela corporação, desmontou, em Paranhos, a 469 km de Campo Grande, uma “oficina mecânica de fachada”, onde funcionava um setor de carregamento e transporte de drogas.

No local, conforme a corporação, foram apreendidos seis veículos, de modelos como Land Rover e Amarok – quatro veículos com registros de roubos e dois com sinais de adulteração -. Os dois veículos com indício de serem adulterados estavam carregados com drogas. Nenhuma pessoa foi presa, e homens teriam fugido da oficina. A corporação acredita que a quantidade de drogas, que a princípio seria maconha, passe de uma tonelada, mas as substâncias ainda estão sendo pesadas.

ANUNCIE AQUI

A oficina funcionava como depósito. Do local, os veículos saíam carregados com drogas que eram levadas para outros estados. Além dos veículos, os policiais encontraram armas de fogo, munições, coletes balísticos e rádios de comunicação.

Veículos estavam carregados de drogas que seriam levadas para outros estados (Foto: Divulgação)

Veículos estavam carregados de drogas que seriam levadas para outros estados (Foto: Divulgação)

Armas e munições também foram apreendidas com quadrilha. (Foto: Divulgação DOF)

Armas e munições também foram apreendidas com quadrilha. (Foto: Divulgação DOF)

Fronteira em guerra – A operação tenta coibir os crimes na fronteira com o Paraguai e abrange os municípios de Coronel Sapucaia, Paranhos e Sete Quedas. As ações seguem o rastro de violência atribuída a uma disputa entre grupos de traficantes, que tem causado medo em moradores nas localidades dos lados brasileiro e paraguaio da fronteira, principalmente no entorno de Sete Quedas.

O entorno de Paranhos, principalmente na comunidade paraguaia de Ypejhú, tem registrado cenário de guerra. Em 19 de dezembro, mais de 30 bandidos armados promoveram um ataque com explosivos à mansão e a uma loja de veículos em busca de Diego Zacarias Alderete Peralta, apontado como chefe local do tráfico.

No mesmo dia, um comerciante brasileiro teve a casa invadida por bandidos. Emiliano Fernandes foi espancado e ameaçado de morte caso não fizesse um pagamento de US$ 200 mil até o início de 2019. Autoridades paraguaias se deslocaram para a região a fim de tentar apaziguar a região do outro lado da fronteira. O jornal ABC Color cita o brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, 32, o Minotauro, como mandante de ação para tentar controlar o crime organizado.

Na noite de quinta-feira (27), também em Paranhos, um tiroteio deixou um traficante ferido e resultou na apreensão de um Toyota Corolla roubado no início do ano em Curitiba (PR). Equipes do DOF patrulhavam a região e foram acionadas por moradores, que informaram sobre a troca de tiros. O veículo foi localizado com marcas de disparos, vidros quebrados e portas destravadas, além de marcas de sangue.

A operação atua com suporte de helicóptero da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública). O objetivo é combater crimes como o contrabando de armas e munições e o tráfico de drogas, recuperar veículos objetos de roubos e furtos, cumprir mandados de prisão e reforçar o policiamento e bloqueios para fiscalização em estradas estaduais e vicinais.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba