Frontera

Funcionários do Hospital Regional de Ponta Porã poderão entrar em greve no final de semana

Funcionários ainda não receberam o 13º e nem férias

A redação do site Pontaporainforma recebeu através do whatsapp, uma denuncia contra a empresa Gerir, que administra o Hospital Regional Dr. José Simone Neto de Ponta Porã. a denúncia é de que a empresa não vem honrando os compromissos com os funcionários do setor de enfermagem e existe a possibilidade desses funcionários entrarem em greve já a partir de domingo, dia 6 de janeiro.

Após vários questionamentos a respeito da situação do funcionamento do Hospital Regional Dr. José Simone Neto, a informação é de que a situação é ainda mais complexa do que se apresenta, visto que não estão sendo feitas as cirurgias de ortopedia, foram suspensos os serviços de lavandeira e alguns funcionários estão com parte dos salários atrasados e o 13º ainda não foi pago. Também os funcionários que entraram de férias, ainda não receberam o que é de direito.

A reportagem do Pontaporainforma entrou em contato com o novo Secretário de Saúde do Estado, Dr. Geraldo Resende, que disse que está tomando “pé da situação” de como esta a secretaria de saúde. “Amanhã tenho uma reunião onde nós vamos ter o quadro real daquilo que o estado deve não só para a Gerir, mas também para as outras instituições”, disse Geraldo Resende.

Crédito Foto: Adriano Moretto/Dourados News

Crédito Foto: Adriano Moretto/Dourados News

“Num curtíssimo espaço de tempo nós teremos condições de sanar os problemas, mas a greve não é o caminho mais adequado, principalmente levar em consideração de que a gente esta lidando com vidas, com a saúde publica e acho que movimento de greve neste setor é preocupante, pois as pessoas precisam ter a noção correta que há outros caminhos para solucionar mesmo que nós estamos a dois dias dentro da Secretaria de saúde do estado, e logicamente a gente tem toda a intenção e todo desejo de resolver isso em curtíssimo espaço de tempo. Então tem que ter calma e pedir para aqueles que apontam para esse caminho, que não é o caminho adequado para a gente solucionar o conflito que pode desaguar em um prejuízo a quem mais necessita deste trabalho e quer uma saúde melhor, que é a solução negociada para essa situação que hoje nós temos ai em Ponta Porã e certamente não agrada nenhum de nós”, disse o Secretário Geraldo Resende.

A reportagem manteve contato com o senhor Leonardo Cremer, que faz parte da assessoria de imprensa da empresa Gerir, que administra o Hospital Regional Dr. José Simone Neto. Em um primeiro momento, foi pedido 30 minutos para dar um retorno, mas até o fechamento desta matéria, passado quase uma hora, não houve retorno das mensagens enviadas pela reportagem pedindo uma posição da empresa Gerir a respeito das denuncias apresentadas.

A Câmara de vereadores de Ponta Porã, através de votação do plenário, criou uma comissão especial para fazer uma investigação de como estão as coisas dentro do hospital Dr. José Simone Neto. Essa comissão é composta pelos vereadores Otaviano Cardoso (PSDB), Paulo Roberto (PT), Laercio Martins (PC do B), Gerson Bernabé (PRB) e Daniel Marques (MDB), mas até agora estes vereadores não deram nenhuma informação a imprensa a respeito dos trabalhos da comissão. Em redes sociais, os vereadores Farid Afif e Gerson Bernabé, na data dessa quinta-feira, postaram algumas críticas acerca da respectiva situação.

O que se sabe é que o Hospital Regional Dr. José Simone Neto esteve envolvido em vários escandalos no ano de 2018, onde pessoas que se sentiram prejudicadas por situação sem explicação dentro do Hospital ou tiveram parentes prejudicados, procuraram a delegacia de Policia Civil para registrar boletim de ocorrências contra o Hospital.

Pontaporainforma

Comentarios

Más popular

Hasta arriba