Frontera

Corpo de estudante de medicina achada morta no Paraguai é velado em Câmara de Vereadores em MT

Erika de Lima Corte, de 29 anos, foi achada morta em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O corpo dela foi levado para o município de Pontal do Araguaia (MT), onde é velado.

Segundo familiares, antes de ser trasladado o corpo foi velado no Paraguai, onde era estudava e tinha amigos. Depois disso, o pai dela foi até o país para buscar o corpo da filha.

Corpo de estudante é velado em Câmara de Vereadores (Foto: Ivan de Jesus/Centro América FM)
Erika é filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia, Raniel Antônio Corte, e da ex-secretária municipal de Educação, Marleide de Lima Corte. A jovem foi servidora do município e trabalhou como enfermeira.

O corpo da estudante de medicina Erika de Lima Corte, de 29 anos, encontrada morta em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, está sendo velado na Câmara de Vereadores de Pontal do Araguaia, a 518 km de Cuiabá, onde a família dela mora, nesta terça-feira (21). Não há previsão de horário para o sepultamento.

O caso
De acordo com o boletim de ocorrência, registrado pela polícia de Pedro Juan Caballero, o corpo foi encontrado com um pano branco sobre o rosto, no quarto de um apartamento.

Ela dividia a residência com a colega de faculdade, Milena Oliveira. À polícia, a jovem relatou ter saído de casa por volta de 17h e, quando retornou de madrugada, encontrou o corpo da colega no quarto.

O Ministério Público do Paraguai, apontou dois suspeitos de terem cometido o crime. Segundo o órgão, os dois se encontraram com a vítima na noite anterior ao crime.

As investigações tentam apurar se algum deles teria entrado na casa da vítima. Segundo o promotor, Gabriel Segovia, a jovem estava solteira e não tinha relacionamentos amorosos.

Luto oficial
Em nota, a prefeitura de Pontal do Araguaia lamentou a morte da jovem e decretou luto oficial de três dias.

«Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade», diz trecho do comunicado. G-1

Más popular

Hasta arriba