Frontera

Com oito mortes em 6 dias, número de vítimas de gripe chega a 38 em MS

Maioria em Campo Grande e por H1N1

Em uma semana o número de mortos por influenza A subiu para 38, segundo o boletim epidemiológico da SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul), divulgado nesta quarta-feira (10). Foram oito novas vítimas fatais, quatro elas em Campo Grande.

As outras vítimas, foram registradas três em Ponta Porã e uma em Sidrolândia. Ao todo o estado já tem 1011 casos notificados de influenza A, confirmados 177. Desses 113 por H1N1, oito por H3N2, 55 não subtipado e um por influenza B.

Das mortes 35 foram por H1N1, uma por H3N2 e duas por influenza não subtipado. Outros municípios que registraram óbito pela doença foram Três Lagoas com seis casos, Corumbá com três, Rio Verde de Mato Grosso com duas.

Além de Inocência, Porto Murtinho, Mundo Novo, Água Clara, Naviraí e Bonito com uma morte em cada.

Como se prevenir?

SAIBA MAIS

Com a chegada do clima mais frio, dá para perceber que o hábito do campo-grandense é de fechar todas as janelas para se proteger. Entretanto, uma medida tão simples como esta pode trazer riscos à saúde. Lugares fechados e com muita gente facilitam a transmissão da Influenza H1N1, logo locais com aglomeração devem ser evitados.

Para evitar a transmissão, também é recomendado que a população evite contatos sociais desnecessários, visitas a hospitais, apertos de mão, abraço e beijos e também não deve partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. Outras medidas preventivas são a higienização das mãos e cobrir o nariz e a boca quando tossir ou espirrar.

Más popular

Hasta arriba