Frontera

CEL.SAPUCAIA.Bandidos ‘erram o dia e ficam no prejuízo’ em assalto a agência bancária.

A polícia estima que 15 pessoas estão envolvidas no assalto ao banco de Coronel Sapucuai, alguns com nacionalidade paraguaia.

WWW.CAPITANBADO.COM

Por Ricardo Freitas, G1 MS


Bandidos atacaram agência bancária nesta madrugada (5), em Coronel Sapucaia, MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

Os bandidos que atacaram e roubaram uma agência bancária em Coronel Sapucaia, a 377 km de Campo Grande, «erraram o dia e tiveram prejuízo». É o que apontam as investigações preliminares da Polícia Civil.

«Tudo indica que eles erraram o dia e levaram menos de R$ 100 mil. Esse tipo de quadrilha investe pesado, são armas de grosso calibre, munições caras, veículos, muita gente envolvida na execução e logística. O alvo é sempre mais de R$ 500 mil», disse o delegado Mikaill Farias, um dos responsáveis pelo caso»

Ainda de acordo com o delegado, estima-se que 15 pessoas estão envolvidas no assalto ao banco, alguns com nacionalidade paraguaia. A polícia mantém as investigações sob sigilo.

PUBLICIDADE.

Entenda o caso

Bandidos atacaram a agência bancária na madrugada do dia 5 de abril, em Coronel Sapucaia. Segundo a polícia, houve tiroteio por 15 minutos e veículos foram atingidos por tiros, além de unidades policiais da cidade.

Além de equipes da cidade, policiais de Ponta Porã foram acionados e a Polícia Nacional Paraguaia também participou das buscas.

Os investigadores fizeram uma análise na agência bancária atacada e concluíram que os bandidos usaram máscara de oxigênio e uma carga muito bem calculada de explosivos.

«Nós fizemos uma análise no local e constatamos que eles usaram a carga exata, calculada somente para explodir o cofre central. Agora, estamos correndo atrás de imagens de câmeras e as que conseguimos deu pra perceber que eles estavam todos com máscaras de oxigênio», afirmou ao G1 o delegado Fábio Peró, titular da Delegacia Especializada em Repressão à Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras).

Comentarios

Más popular

Hasta arriba