Agronegocio

Pressão de alta no mercado do boi gordo

Resultado foi a valorização da arroba do boi gordo em oito praças pecuárias na última quarta-feira (27/6)

As escalas de abates encurtaram. O resultado foi a valorização da arroba do boi gordo em oito praças pecuárias na última quarta-feira (27/6). Em São Paulo, após 14 dias de estabilidade, a alta foi de 0,4%. Existem ofertas de compra acima desta referência. Na região, as escalas de abate atendem quatro dias.

Em Mato Grosso do Sul, a valorização média foi de 0,8% considerando as três praças pecuárias monitoradas pela Scot Consultoria. Não chove há 25 dias no estado. A maior parte dos pecuaristas já entregou as boiadas de pasto. Além disso, os atuais custos com alimentação reduziram a viabilidade do confinamento, o que não traz expectativa de melhora das compras no médio prazo, época de saída das boiadas de primeiro giro de confinamento.

Do lado da demanda, o mercado interno patina há semanas e, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, até a quarta semana de junho o Brasil exportara 48,9 mil toneladas de carne bovina in natura, com faturamento total de US$256,6 milhões, queda de 35,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Caso esse ritmo de exportação continue, o volume exportado deverá ser de 64,24 mil toneladas. Seria o primeiro mês no ano com redução das exportações em relação a 2017.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba