Tecnologia

Facebook e Twitter fecham milhares de contas por manipulação nas redes sociais

Facebook removeu páginas que divulgam conteúdo favorável ao Irã; uma delas tinha quase 2 milhões de seguidores. Twitter mirou perfis ligados a Rússia e Venezuela.
O Facebook e o Twitter anunciaram na quinta-feira (31) que encerraram milhares de contas que participavam de campanhas de manipulação nas redes sociais.

Na primeira, o alvo foram páginas que tinham conteúdo favorável ao Irã. No Twitter, foram removidos perfis que faziam posts ligados a Rússia e Venezuela.

Nathaniel Gleicher, diretor de política de segurança cibernética do Facebook, disse que a rede social conseguiu agir com ajuda de informações partilhadas pelo Twitter.

Para ele, essas ações são um exemplo animador do tipo de colaboração que se está tentando construir nessa indústria.

Em agosto passado, as duas empresas já tinham deletado mais de 900 contas ligadas ao Irã que geravam desinformação nas redes.

Agora, o Facebook removeu outras 783 páginas, grupos e contas que também faziam parte de uma campanha para promover os interesses iranianos, criando identidades falsas como se fossem de moradores desses países, afirmou Gleicher.

Essas atividades foram detectadas em 26 países, muitos com população muçulmana significativa, incluindo Afeganistão, Egito, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Espanha e Estados Unidos.

Pelo menos uma das páginas tinha quase 2 milhões de seguidores; 1.600 participavam de um dos grupos e mais de 254.000 seguiam pelo menos uma das contas do Instagram incriminadas.

Como era o esquema

Os operadores “tipicamente representavam locais, geralmente usando contas falsas, e postavam notícias sobre eventos atuais”, incluindo “comentários que reaproveitavam reportagens da mídia estatal iraniana sobre temas como as relações Israel-Palestina e os conflitos na Síria e no Iêmen”, disse Gleicher.

“Mesmo que as pessoas por trás dessas atividades tenham tentado esconder sua identidade, uma verificação manual nos permitiu vincular essas contas ao Irã”, declarou o diretor do Facebook.

Venezuela e Rússia

O Twitter anunciou que deletou milhares de contas ligadas a Rússia, Irã e Venezuela. Segundo a empresa, elas manipulavam informações visando as eleições para o Congresso americano de novembro passado. A maioria foi suspensa antes da votação nos EUA.

Das operações que envolviam a Venezuela, uma contava com 764 perfis e a outra englobava 1.196 contas que, segundo o Twitter, pareciam ter respaldo governamental.

Em novembro passado, a empresa já tinha anunciado que deletou mais de 10 mil contas por desencorajar votos nas eleições dos EUA. O voto não é obrigatório lá.

Fonte: G 1

Comentarios

Más popular

Hasta arriba