Otros

Polícia caça piloto, 4º envolvido em plano para roubar avião

A polícia não descarta a participação de uma quarta pessoa na tentativa de roubo a uma aeronave, na madrugada desta quarta-feira (18), na Fazenda Pesqueiro Santo Antônio, em Aquidauana – a 135 km de Campo Grande, que acabou na morte de dois suspeitos durante troca de tiros. De acordo com o comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Marcus Pollet, o meio usado pela dupla indica que mais uma pessoa chegaria ao local para pilotar o avião.

“Os meios usados são bem parecidos com o que uma quadrilha praticou durante o roubo de uma aeronave em Coxim, ou seja, tudo indica que eles renderiam o funcionário ou até o dono da fazenda, até a chegada do piloto”, afirmou.

O terceiro suspeito de integrar a quadrilha responsável pela ação de hoje, José Carlos Neto Cabreira, foi preso em um hostel do bairro Universitário, na Capital, e confessou ter articulado o crime. Segundo ele, os suspeitos mortos haviam sido contratados por ele para a realização do trabalho.

Já quanto ao piloto, as investigações irão apontar como seria a participação dele na ação. “É preciso esclarecer a participação de um piloto para entender se ele sabia que se tratava de um crime”, complementa Pollet.

Ainda segundo o comandante, a dupla suspeita já manuseava a aeronave no momento em que foram abordados pelos policiais.

O roubo foi impedido após denúncia anonima revelar que o grupo realizaria o trabalho hoje. Um indivíduo identificado como “Zé Paulo” (possivelmente José Carlos Cabreira) estaria simulando a negociação e, de acordo com a PM, chegou a oferecer R$ 500 mil pelo avião.

Com a informação, decidiu-se fazer segurança periférica ao local. O caseiro e seu sobrinho foram colocados sob segurança, seguindo com as atividades normais. Por volta das 6h20 um automóvel VW Gol (prata) chegou ao local. Dois indivíduos desceram e começaram a verificar os aviões.

Foi quando os policiais militares se aproximaram e, ao perceberem o flagrante, os suspeitos começaram a atirar. A equipe do Choque revidou, ferindo Donizeti e Rosival, que foram socorridos, mas faleceram no Hospital Regional. Cada um deles tinha um revólver calibre .38.

Especialistas – O crime pelo qual a polícia investiga se há ligação com o caso de hoje aconteceu em outubro do ano passado. Na época, de acordo com informações do site Coxim Agora, uma aeronave de Coxim foi roubada no município de Santo Antônio de Leverger, a 30 km de Cuiabá, após o piloto receber um pedido de socorro vindo da Fazenda Santa Tereza.

A aeronave Cessna Aircraft, de cor branca, com prefixo PT-KCM decolou de Coxim após receber a informação de que a ponte de acesso ao local estava quebrada. O piloto então foi abordado por bandidos encapuzados e armados, sendo abandonada pelos criminosos posteriormente, em uma estrada.

Segundo apurado pelo site, o piloto trabalha há oito anos na aviação. O filho do proprietário do avião informou à polícia de que o pai não autorizou o voo, mas que o piloto tinha todas as chaves tanto da aeronave, quanto do hangar. CGNEWS

Comentarios

Más popular

Hasta arriba