Otros

Mulher precisa ser inserida nas decisões do agro

Apesar das mulheres cultivarem metade dos alimentos do mundo apenas 4% delas recebe por isso
Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Representantes da Organização das Nações Unidas Mulheres (ONU Mulheres) e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) se encontraram na Sessão de Trabalho do Women 20 (W20) e discutiram formas de adotar ações para gerar uma maior inclusão feminina no meio rural e a melhora de suas condições no campo. O evento, que aconteceu em São Paulo, reuniu mulheres que são líderes dentro da sociedade civil, dos negócios e dos empreendimentos.

Segundo o IICA, que é co-presidente do W20, a reunião permitiu que houvesse a apresentação e validação de uma série de recomendações que serão levadas para encontros com a cúpula do grupo, além de chefes de Estado e de governo do G20, que acontecerão entre outubro e novembro desse ano. Os assuntos que serão abordados na ocasião são referentes ao desenvolvimento rural, inclusão trabalhista, digital e financeira da mulher.

O objetivo final é garantir que a presença feminina seja inserida em grupos de tomada de decisão e também nas agendas dos líderes do G20 a fim de que isso impulsione as políticas públicas para aumentar a participação das mulheres, tanto econômica quanto social nos diferentes países. Fátima Almada, líder do Projeto Insígnia Agricultura Familiar do IICA, afirmou que o evento foi importante para promover uma maior aproximação da entidade com a diretora regional da ONU Mulheres, Luiza Carvalho, e com a especialista em setor privado e gênero da ONU Mulheres da Costa Rica, Gabriela Mata, que se interessaram em conhecer melhor os trabalhos que o IICA desenvolve em relação à temática Mulher Rural.

“A participação do IICA na Sessão de Trabalho do W20 permitiu a exposição das capacidades do Instituto na articulação dos atores dos países da América e sua proximidade aos governos nacionais, principalmente com os ministros da Agricultura”, declara.

Dados divulgados pelo W20 indicam que apesar das mulheres serem responsáveis por cultivar metade dos alimentos do mundo, apensa 4% delas recebem renda própria por seu trabalho, o que aumenta sua vulnerabilidade no meio rural já que diminui suas condições de desenvolvimento econômico. Essa e outras questões serão debatidas juntamente as recomendações reafirmadas no encontro com os líderes do G20 e a expectativa é de que elas sejam inclusas a declaração final da reunião de cúpula, que será realizada na Argentina.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba