Otros

Mudanças climáticas ameaçam vinho europeu

Mudanças climáticas ameaçam vinho europeu

Estresse hídrico pode mudar as características do vinho

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Politécnica de Madrid, na Espanha, indicou que os vinhos da Península Ibérica, que inclui Gibraltar, Portugal, Espanha, Andorra e uma pequena fração do território da França, estão em perigo por causa das mudanças climáticas. De acordo com informações publicadas na revista Vida Rural de Portugal, a produção espanhola foi a mais afetada.

De acordo com os realizadores do estudo, o aquecimento global está provocando uma série de problemas nas plantas, tais como o estresse hídrico, que afetarão a qualidade da uva e do vinho no futuro. Isso porque as altas temperaturas e a seca são bastante prejudiciais para essa cultura. “Os modelos de projeção até 2099 fazem-nos pensar que se dará uma evolução para condições climáticas mais desfavoráveis em todas as regiões produtoras e que uma das mais afetadas será a Península Ibérica”, dizem.

Dadas essas circunstâncias, eles explicam que “os efeitos derivados das alterações climáticas são um facto e podem comprometer a produção de vinho na bacia do mediterrânico, mas também a nível mundial (…) As projeções sugerem que a produção vitivinícola mundial deverá enfrentar um maior stress hídrico e temperaturas variáveis e que a Península Ibérica será uma das mais afetadas pelo problema. Por isso, os riscos derivados das alterações climáticas devem ser tidos em conta”.

Como a maioria dos esforços para recuperação e adaptação a esse novo contexto climático devem ser mais desenvolvidas em regiões como Norte da Península, na região vitivinícola francesa e nas zonas mais isoladas do Norte da Europa, os outros países poderão registrar uma queda maior de rendimento.  Fonte: Agrolink

Comentarios

Más popular

Hasta arriba