Otros

JUNIOR MOCHI ENTRA NA DISPUTA PELO GOVERNO DO MS

Diante da renúncia da candidatura de Simone Tebet , um dia e meio o MDB ficou órfão de candidato ao governo do estado de Mato Grosso do Sul. No último domingo a então candidata Simone Tebet renunciou sua candidatura alegando motivos pessoais e familiares. Na manhã desta segunda-feira (13) o líder do partido André Puccinelli negou o nome do procurado Sérgio Harfouche (PSC) de substituir a senadora, porque o candidato teria que ser de dentro de casa, do MDB.

Nesta quarta-feira (14) pela manhã um enviado do partido foi até o presídio onde está o ex-governador André Puccinelli e ouviu o pedido do ex-governador de que o atual presidente da Assembléia Legislativa Junior Mochi aceitasse a empreitada e fosse o candidato a governador no lugar de Simone. A liderança do MDB, voltou com a missão de passar o recado e convencer o deputado de ser o candidato.

Segundo a informação “Foi um pedido do Chefe”, e prontamente o deputado convocou a reunião que teve a participação na tarde de hoje do Senador Waldemir Moka, dos deputados estaduais Renato Câmara, Márcio Fernandes, Paulo Siuffi e outras lideranças como um dos cotados para assumir a candidatura o ex-deputado e ex-prefeito de Corumbá Paulo Duarte. No momento do anúncio outros deputados se juntaram ao evento como George Takimoto e Antonieta Amorim.

Más popular

Hasta arriba