Otros

DOLAR FECHA EM ALTA HOJE.

O dólar comercial ganhou força no final do pregão nesta terça-feira e voltou a testar o Banco Central do Brasil. A cautela com o cenário político interno ganhou força no meio desta tarde com a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal – STF que suspendeu a execução da sentença de 30 anos de prisão do ex-ministro, José Dirceu. Destacando que a campanha eleitoral também está no radar.

De outro lado, o índice de dólar da bolsa de Nova York seguiu em alta com os investidores buscando refúgio em ativos mais confiáveis, como também os metais.

MetaTrader 300×250
O temor de uma guerra comercial por parte dos Estados Unidos contra a China e União Europeia segue tirando a tranquilidade dos mercados.

Ao final, no interbancário, a moeda ficou cotada a R$3,796 para a compra e R$3,798 para a venda, alta de 0,53%.

O dólar turismo ficou cotado a R$3,640 para a compra e R$3,950 para a venda, alta de 0,77%l.

O euro ficou em R$4,421 para a compra e R$4, 423 para a venda, alta de 0,02%.

A libra ficou em R$5,019 para a compra e R$5,021 para a venda, alta de 0,04%.

O Banco Central do Brasil manteve os 8.800 contratos em swap cambial, que equivale a venda futura de dólares, com vencimento para 02 de julho.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento do dólar com mais seis moedas, estava em alta de 0,43% a 94,70. O WSJ, que amplia o comparativo com mais 16 moedas, estava em alta de 0,32% a 88,02.

As taxas mais altas e um dólar mais forte são obstáculos para commodities que não oferecem rendimento e um fortalecimento tende a pesar sobre os ativos cotados na moeda, incluindo o ouro, tornando-os mais caros para os compradores que usam outras unidades monetárias.

Comentarios

Más popular

Arriba