Otros

Bolivianos fecham fronteira com Corumbá e pedem 2° turno nas eleições presidenciais

A estrada Bioceânica está com pontos de bloqueio desde a tarde de terça-feira

Leonardo Cabral, Diário Corumbaense

Desde a meia noite desta quarta-feira (23), manifestantes bolivianos fecham a fronteira com Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. Conforme anunciado pelos Comitês Cívicos da Província de German Busch a população suspeita de fraude na eleição para presidente da Bolívia e os protestos acontecem em todo o país desde a segunda-feira (21).

Conforme o site Diário Corumbaense, um caminhão, pedaços de madeira e galhos foram colocados na ponte do lado boliviano, para impedir o tráfego de veículos. Com a bandeira da Bolívia, os manifestantes pedem contagem justa dos votos e também a realização do segundo turno entre o atual presidente Evo Morales e o concorrente, Carlos Mesa.

O presidente do Comitê Cívico de Puerto Quijarro, Marcelito Moreira, anunciou que o comércio local ficaria aberto até às 12h, para que a população tivesse tempo de estocar alimentos, após isso os comerciantes se uniriam ao movimento fechando suas portas, além disso os carros não devem circular nas ruas.

Para a presidente do Comitê Cívico Feminino de Puerto Quijarro, Rosário Hurtado de Gallardo, as manifestações em todo território boliviano, assim, como na fronteira com Corumbá, acontecem em defesa da democracia, segundo apurado pelo Diário Corumbaense.

De acordo com Rosário, a população exige que seu voto seja respeitado e ressalta que no início da apuração eram quase 95% de chance de segundo turno e após a pausa no Tribunal Supremo Eleitoral de 24h, outra situação aconteceu.

“Isso nos dá plena clareza que sim, houve fraude, uma manipulação na contagem dos votos, que dá a vitória ao atual presidente. Defendemos a realização do segundo turno, para que assim, nossa população possa decidir. Se Evo ganhar no segundo turno, vamos aceitar a decisão. Mas o que vemos é que não há transparência do TSE na apuração dos votos. Estamos numa luta para o país, queremos uma Bolívia livre”, falou.SAIBA MAIS

Desde a tarde desta terça-feira (22), a estrada Bioceânica está com pontos de bloqueios em algumas cidades que ficam às margens da rodovia, que liga Corumbá à Santa Cruz de La Sierra. Nas cidades de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, os Terminais Rodoviários cancelaram a saída de ônibus de viagens.

Más popular

Hasta arriba