Otros

Alvo da PF teve filho condenado à pena de morte no Vietnã

Carlos René Mata Bernal foi condenado à pena de morte no Vietnã. Foto: Reprodução. /eurio.com.br/

Preso pela PF (Polícia Federal) nesta terça-feira (26) suspeito de liderar uma quadrilha internacional de tráfico de drogas, Carlos Renê Mata Vela, o Tio, é um ex-capitão do Exército de El Salvador. Seu filho, Carlos René Mata Bernal foi condenado à pena de morte no Vietnã, acusado de tráfico internacional de pessoas e drogas.

Para exportar cocaína para o Vietnã, o filho de Tio se fez passar como representante de uma firma aberta pelo pai no Brasil. Ele foi acusado de trazer mulheres do Leste Europeu para bares mexicanos e traficar 42 kg de cocaína para o país asiático misturada em peças de madeira para pisos.

Tio tinha problemas judiciais nos Estados Unidos, México, Brasil e Argentina. Ele foi capturado pela primeira vez em 2003, nos EUA, acusado de traficar uma tonelada de cocaína e foi citado na época que tinha ligações com o Cartel do Golfo, um sindicato do crime e organização dedicada ao tráfico de drogas no México, um dos mais antigos grupos criminosos organizado no país.

Para negociar sua liberdade, trouxe informações sobre uma rede de traficantes formada por brasileiros, chineses, macedônios, cubanos, sulamericanos e dominicanos. Revelou também que tinha vínculos com policiais e membros da Procuradoria Geral da República. Teria entregue às autoridades duas agendas com os nomes de telefones de agentes suspeitos.

Pelo menos desde 1994, atua no tráfico de drogas e também de pessoas. Em março de 2005, foi capturado e descoberto que sua quadrilha cobrava R$ 8 mil de brasileiros para levá-los de maneira ilegal para os Estados Unidos.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba