PF prende líder do PCC e irmão em condomínio de luxo na Grande Fortaleza

Do UOL, em São Paulo, e colaboração para o UOL, em Maceió

11/11/2021 16h17

Agentes da Polícia Federal prenderam hoje um dos líderes do segundo escalão do PCC (Primeiro Comando da Capital). Odemir Francisco dos Santos, conhecido como Branco, foi encontrado em um condomínio de alto padrão na região metropolitana de Fortaleza. Com ele, também foi detido seu irmão, Gustavo dos Santos.

A ação policial ocorreu em cumprimento a mandados de prisão preventiva expedidos pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Os presos respondem a processos criminais por tráfico de drogas, associação criminosa e porte de armas, sendo que um deles já foi condenado também por roubo a banco no estado do Rio Grande do Sul.

Em decisão monocrática proferida no fim de agosto de 2019, o então ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello determinou a liberdade de Odemir Francisco dos Santos. Logo depois, a decisão foi revogada pela Corte, quando foram apresentadas novas provas de participação de Branco nos crimes do PCC.

Segundo o MP-SP (Ministério Público de São Paulo), Branco lavava dinheiro para a organização criminosa através de uma loja de automóveis, que está registrada em nome de um “laranja”. Além disso, a acusação aponta que ele fornecia carros para que integrantes da facção transportassem armas e drogas.

Apreensão de bens

Foram cumpridos ainda mandados de busca e apreensão, expedidos pela 11ª Vara Federal do Ceará, em três condomínios de alto padrão localizados em Aquiraz, Eusébio e Fortaleza, com apreensão de bens de alto valor, como veículos, joias, relógios, dinheiro em espécie e documentos, incluindo uma identidade falsa com foto de um dos foragidos.

A Polícia Federal identificou o esconderijo dos foragidos através de informações obtidas em investigação que levou a prisão de outro integrante de facção criminosa, envolvido com assalto a bancos, preso pela Polícia Federal em outubro de 2021.

As disputas por poder e dinheiro dentro da principal organização criminosa do Brasil são narradas na segunda temporada do documentário do “PCC – Primeiro Cartel da Capital”, produzido por MOV, a produtora de documentários do UOL, e o núcleo investigativo do UOL.