Detentos do PCC na fronteira com MS cobram testes do coronavírus

Dois detentos apresentaram sintomas da doença

Thatiana Melo Em 07h36 – 24/06/2020

(Site ABC Color)

Durante a noite desta terça-feira (23), membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) iniciaram um motim na penitenciária Regional da Ciudad Del Lest para que pudessem ser testados para o coronavírus (Covid-19).

O motim teve início por volta das 18 horas desta terça (23) quando os membros do PCC iniciaram o motim exigindo equipes da Saúde Social e Ministério da Saúde Pública para que fossem realizados testes nos detentos, depois da suspeita de que alguns internos estariam com coronavírus por apresentaram sintomas.

A polícia foi chamada para a penitenciária e reforçou o perímetro do local, segundo o site ABC Color. Dois presos foram testados positivos para coronavírus e foram isolados na enfermaria da penitenciária já que estavam com sintomas leves. Não há informações da quantidade de presos que acabou testando positivo para a doença.