Política

Wesley Gonçalves da Silva morreu por ‘ficar’ com menina de 16 anos

Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News
Wesley Gonçalves da Silva, 24, foi assassinado com 25 golpes de faca por ter ‘ficado’ com uma adolescente de 16 anos, moradora no Jardim Guanabara, em Dourados. Ela mantinha caso com rapaz da mesma idade, residente no Jardim Guanabara que ficou sabendo do ocorrido.

Apartir desse fato, o suspeito armou emboscada contra a vítima na companhia de outro menor, de 17 anos e Weslley Ramires Braga, 18, ambos moradores no Jardim Canaã I.

De acordo com o delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Rodolfo Daltro, o casal havia se desentendido no relacionamento e nesse período, a menina passou a procurar emprego, quando conheceu Wesley e se encontrou com ele no domingo (25/11).

Após passarem um tempo conversando, o rapaz e a jovem acabaram se beijando.

No dia seguinte, ainda conforme o delegado, o autor do crime chamou a namorada para tentar se entender e ao visitar página dela no Facebook, teria observado algumas mensagens deixadas pela vítima.

Logo em seguida, ele passou a conversar com Wesley se passando pela menor.

Na terça, ainda usando o perfil dela, marcou encontro com ele na escola em que a jovem estudava e a mandou ir até o local. Por volta das 23h ele chegou no Fiat Pálio, estacionou e desceu ao avistá-la.

Ao perceber a ação, o autor, o outro menor e Weslley, cercaram a vítima e colocaram no carro, o levando para outro lugar.

Lá, foram desferidos 25 golpes de faca que mataram o jovem.

O corpo dele acabou desovado na madrugada de quarta-feira na rua Natal, próximo a Toca de Assis. Wesley foi reconhecido horas depois pela mãe e a namorada.

Latrocínio

Após o assassinato, o trio deixou Dourados em direção a Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

No país vizinho, venderam o carro, mas acabaram não recebendo o dinheiro após o comprador descobrir que se tratava de produto de latrocínio.

Já no início da tarde desta sexta-feira (30/11), eles foram encontrados em uma casa no Jardim Ivone, na cidade de Ponta Porã.

Os três rapazes e a adolescente serão autuados em flagrante pelo latrocínio. (Dourados News)

Comentarios

Más popular

Hasta arriba