Política

Operários retiram letreiros de ministérios extintos por Bolsonaro

Novo presidente da República reduziu de 29 para 22 o número de pastas do governo federal

Dois dias após a posse do novo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), quem circulou pela Esplanada dos Ministérios nesta quinta-feira (3) observou a remoção do letreiro da alguns ministérios extintos.

Criada em 1962 pelo ex-presidente João Goulart, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão foi uma das pastas extintas pelo atual presidente Jair Bolsonaro.

O ministério passará a integrar o Superministério da Economia, comandado pelo economista Paulo Guedes.

O Ministério da Economia será resultado da fusão dos ministérios da Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio Exterior. 

A pasta da Economia ficará instalada no prédio F da Esplanada dos Ministérios, que já recebeu o novo letreiro. Anteriormente, o local era utilizado pelo também extinto Ministério do Trabalho e Emprego.

Arte R7

Más popular

Hasta arriba