Política

Em seu último dia, Temer nomeia Marun no conselho de Itaipu

Ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo terá mandato até 16 de maio de 2020

BRASÍLIA – No seu último dia de mandato, o presidente Michel Temer exonerou Carlos Marun do cargo de ministro-chefe da Secretaria de Governo e o nomeou para exercer a função de conselheiro da Itaipu Binacional, com mandato até 16 de maio de 2020.

A mudança de Marun para a Itaipu está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira. O documento traz ainda a exoneração de Frederico Matos de Oliveira da função de conselheiro da Itaipu, «em virtude de renúncia», e do diplomata Marcos Bezerra Abbott Galvão da função de representante do Ministério das Relações Exteriores (MRE) junto à empresa.

O Conselho de Administração da empresa é constituído por 14 membros, sete do Brasil e sete do Paraguai. O Tratado de Itaipu estabelece que «a qualquer momento, os governos poderão substituir os conselheiros que houverem nomeado».

Além de Marun, Temer já havia nomeado no fim do ano passado para o mesmo conselho a advogada Samantha Ribeiro Meyer, ex-mulher do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

Em 2014, a então presidente Dilma Rousseff se envolveu em polêmica ao nomear o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que já havia sido delatado na Lava Jato, para o cargo de conselheiro de Itaipu.

Ministros

Marun é o primeiro ministro de Temer a deixar oficialmente o governo, abrindo vaga para a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, que assume a Presidência do País amanhã. O novo titular da pasta antes comandada por Marun será o general Carlos Alberto dos Santos Cruz. TERRA


Comentarios

Más popular

Hasta arriba