Policial

Vereador é acusado de ameaçar de morte e divulgar foto íntima da ex

Ao denunciar, mulher relatou que Antônio é uma pessoa influente politicamente na cidade de Corumbá, razão pela qual a vítima optou por registrar a ocorrência em Campo Grande.

Vereador licenciado e diretor-presidente da Fundação de Turismo na prefeitura de Corumbá, Antonio Rufo Sant’anna Vinagre (PR), 39 anos, é acusado de violência doméstica. Os Boletins de Ocorrência foram registrados pela ex-esposa, com relato de ameaça e de divulgar fotos íntimas nas redes sociais, inclusive, ele teria chegado a enviar uma fotografia dela para os familiares. 

No mês de janeiro deste ano, o primeiro boletim por violência doméstica (injúria) descreve um casamento de 13 anos marcado por agressões verbais, separações e ameaças. No mês de junho do ano passado, durante uma separação, a vítima conta que retomou o casamento amedrontada, porque acaso não o obedecesse, «iria ter morte». 

Em janeiro de 2019, ela aproveitou uma viagem de Antonio para retirar seus pertences da casa. A mulher relata que “Antonio é uma pessoa influente politicamente na cidade de Corumbá/MS, tendo em vista, ser vereador naquela comarca, razão pela qual a vítima optou por registrar a ocorrência nesta cidade de Campo Grande”.

Na ocasião do registro do Boletim de Ocorrência, ela contou que pela primeira vez formalizou as denúncias e solicitou medidas protetivas. No dia 25 de fevereiro, um novo registro de violência doméstica (ameaça) foi feito contra o vereador licenciado.

A mulher relata que estava saindo da academia, na Rua 13 de Junho, em Corumbá, quando o ex-marido, conduzindo sua caminhonete S-10, jogou o veículo em sua direção. Ela conseguiu se esquivar indo para a calçada. Por telefone, a vítima pediu ajuda. A pessoa foi até ao local para levá-la de carro para a casa.

À Polícia Civil, ela disse que a caminhonete seguiu seu carro e tentou emparelhar por três vezes. Nesta data, a mulher já havia requerido a suspensão da medida protetiva.

O mesmo Boletim de Ocorrência recebeu complemento informando que Antonio, qualificado como autor, compareceu à delegacia espontaneamente, em companhia do advogado, para prestar esclarecimentos. A Delegacia da Mulher de Corumbá informou que o caso está sob sigilo. 

A Justiça suspendeu o direito dele visitar os filhos, conforme divulgado no dia 20 de março no Diário Oficial do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). Foi agendada uma audiência e a Justiça informa que o autor pode ser representado exclusivamente pelo advogado diante do contexto envolver «violência doméstica».  Cgnews

Comentarios

Más popular

Hasta arriba