Policial

Presa por estelionato fez vítimas em cidades de MG e ostentava em fotos na internet

Segundo polícia, suspeita vendia telefones e não entregava aparelhos e também aplicava golpes em compras na internet.

Por Carlos Eduardo Alvim e Humberto Trajano, TV Globo e G1 Minas — Belo Horizonte.

00:00/03:05

Suspeita de aplicar golpes em MG e ostentar na internet é presa

Suspeita de aplicar golpes em MG e ostentar na internet é presa

A Polícia Civil prendeu em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de Minas, uma jovem de 19 anos suspeita de aplicar golpes na internet e ostentar em fotos nas redes sociais. A prisão ocorreu nesta quinta-feira (31).

De acordo com as investigações, Júlia Gonçalves fez vítimas em pelo menos seis cidades da região: Alfredo Vasconcelos, Belo Horizonte, Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Cristino Otoni e Prados.

Ela anunciava telefones celulares nas redes sociais, exigia depósitos antecipados e não entregava os aparelhos, conforme a polícia. “Esse golpe era realizado, frequentemente, pela investigada que já se valeu de vários perfis e números de telefone diferentes”, afirmou o delegado Daniel Gomes.

Polícia apreendeu celulares, dinheiros e cartões de créditos com suspeita de aplicar golpes em MG — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Polícia apreendeu celulares, dinheiros e cartões de créditos com suspeita de aplicar golpes em MG — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Júlia também fazia compras, como serviços de fotografia e ingressos, depositando valores menores que o combinado, de acordo com a corporação.

As vítimas procuraram a polícia e chegaram a fazer um grupo de whatsapp chamado “enganados” para reunir denúncias contra Júlia.

A suspeita tentou se passar por vítima com os policiais, e foi desmascarada com as investigações.

Na casa de Júlia foram apreendidos cartões de crédito, diversos chips de aparelhos celulares, dois telefones, cerca de R$ 2500,00 em dinheiro, vários óculos, bijuterias e documentos que ligam à investigada aos crimes praticados.

Ela foi levada para o presídio de Conselheiro Lafaiete.

A advogada de Júlia, Damires Rinarlly, afirmou que entrou com pedido de revogação da prisão. Ela alega que a cliente é ré primária, não representa risco e está colaborando com a polícia. Júlia também estaria grávida, conforme a defensora.

Júlia foi detida em Conselheiro Lafaiete e levada para presídio — Foto: Reprodução/Tv Globo

Júlia foi detida em Conselheiro Lafaiete e levada para presídio — Foto: Reprodução/Tv Globo

Suspeita de estelionato em MG aplicou golpe em vítimas de pelo menos seis cidades, diz polícia — Foto: Divulgação/Redes sociais

Suspeita de estelionato em MG aplicou golpe em vítimas de pelo menos seis cidades, diz polícia — Foto: Divulgação/Redes sociais

Segundo polícia suspeita de estelionato aplicava golpes pela internet — Foto: Divulgação/Redes sociais

Segundo polícia suspeita de estelionato aplicava golpes pela internet — Foto: Divulgação/Redes sociais

Vítimas criaram grupo para compartilhar prejuízos e denúncias contra suspeita de estelionato — Foto: Divulgação/Redes sociais

Vítimas criaram grupo para compartilhar prejuízos e denúncias contra suspeita de estelionato — Foto: Divulgação/Redes sociais

Más popular

Hasta arriba