Policial

Polícia Civil apreende 400 quilos de maconha em Amambai

O local onde a droga estava guardada estaria sendo preparado para a um possível laboratório de refino, segundo a polícia.

Nas fotos entorpecente apreendido e o local onde a droga foi encontrada que suspeita-se, segundo na Polícia Civil, que estaria sendo preparado para um laboratório de refino de cocaína.
Após trabalho de investigação a Polícia Civil apreendeu no final da manhã dessa terça-feira, 1 de maio, feriado do Dia do Trabalhador, em Amambai, mais de 400 quilos de maconha.

A droga em tabletes estava acondicionada em seis tambores de 200 litros e armazenada nas instalações onde, por terminado tempo, funcionou uma garagem de revenda de veículos, situada na Rua Marechal Floriano, na divisa entre o centro e a Vila Presidente Vargas.

A operação, que resultou na apreensão da droga contou com a participação de policiais de plantão e de folga na delegacia local e dos dois delegados de Polícia Civil em Amambai, Dr. Mikaill Alessandro Gouveia Faria e Dr. Fabrício Dias dos Santos.

De acordo com a Polícia Civil, a droga foi fracionada em porções, colocada na parte dos fundos dos tambores e coberta com detergente decapante industrial para garantir, tanto a preservação da maconha como para disfarçar a existência da droga na hora de realizar o transporte.

Segundo a polícia, em repartições nas dependências das instalações, que estavam alugadas, segundo a mulher responsável pelo imóvel, os policiais encontraram lacres e vasto material, inclusive produtos químicos, o que indicaria que o ambiente possivelmente estaria sendo preparado para a implantação de um laboratório de cocaína.

De acordo com o delegado, Dr. Mikaill Faria, a apreensão realizada nessa terça-feira está dentro de um contexto de investigação para desbaratar um esquema de tráfico que traz drogas do Paraguai e segue para outros estados brasileiros e tem Amambai como uma espécie de entreposto de distribuição.

Material exclusivo do A Gazetanews. Proibida a reprodução total ou parcial sem que sejam citadas as fontes.

Fonte: A Gazeta News

Comentarios

Más popular

Arriba