Policial

Noivo leva trote antes de se casar e quer processar amigos: ‘torturado’

Uma “brincadeira” que alguns convidados fizeram com um noivo em Ghanzou, na China, antes do casamento dele, pode terminar na Justiça.

Ai Guangtao, de 24 anos, levou um “trote” dos “amigos” e foi coberto por tinta, amarrado a um poste e agredido com bambu no dia da cerimônia, conforme noticiou o portal FoxNews. Enquanto tentava fugir, o jovem ainda foi atropelado por um carro em uma rodovia.

“Eu fui tão torturado no dia do meu casamento que fiquei com muita raiva. Eles me perseguiram, e eu mal podia ver qualquer coisa à minha frente porque havia tinta em toda parte”, disse o noivo.

Guangtao teve uma fratura no crânio e ficou hospitalizado por semanas. Ele e a noiva, que já eram casados no civil, tiveram de cancelar a cerimônia.

Se o caso já parecia trágico o suficiente, ele ainda viria a piorar: a seguradora contratada pelo motorista que dirigia o carro do atropelamento está processando o noivo, já que a polícia chinesa concluiu que ele foi o culpado pelo acidente. O valor exigido pela companhia é de 4.400 dólares, cerca de R$ 16,7 mil. Mas Ai Guangtao já decidiu o que fazer a respeito. “Agora, a companhia de seguros está me processando, então vou ter de processar meus amigos”, disse ele.

A tradição de “trotar” um noivo no dia do casamento existe na China há muitos anos, mas, atualmente, resiste apenas em algumas partes do país. A prática surgiu em uma época em que os casamentos eram arranjados e servia como uma maneira de aliviar a ansiedade e apresentar os noivos.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba