Policial

Mulher de ex-vereador é presa após apreensão de R$ 107 mil enterrados

A mulher do ex-vereador de Igarapava (SP) José Eurípedes de Souza foi presa nesta segunda-feira (17), depois que promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e policiais militares encontraram dinheiro enterrado no quintal da casa da família.

Segundo o Gaeco, Guejane Emília Flausino responderá criminalmente por ocultação e lavagem de dinheiro. Cerca de R$ 107 mil estavam embalados em sacos plásticos e caixas de papelão, dentro de uma caixa térmica, que estava enterrada nos fundos do imóvel.

O G1 procura pelo advogado do casal, Gustavo Gasparoto.

Souza foi preso em 6 de dezembro, na primeira fase da Operação Ágio, que investiga a suspeita de usura e lavagem de dinheiro. Segundo o Gaeco, o ex-vereador é suspeito de obter vantagens ao realizar empréstimos a moradores com juros abusivos.O modelo selecionado não existe! 

Dinheiro apreendido enterrado no quintal da casa do ex-vereador de Igarapava, SP — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Dinheiro apreendido enterrado no quintal da casa do ex-vereador de Igarapava, SP — Foto: Polícia Militar/Divulgação

A investigação concluiu ainda que Souza utilizava empresas de familiares e amigos para lavar o dinheiro ilício, principalmente, «lojas de R$ 1» na região de Igarapava e cidades mineiras. Outras pessoas da família do ex-vereador estão sendo investigadas.

Souza foi condenado em 2015 por envolvimento em esquema descoberto seis anos antes e que ficou conhecido como «mensalinho de Igarapava», em que vereadores cobravam propina para facilitar a aprovação de projetos do Executivo na Câmara Municipal.

O ex-vereador recebeu pena de cinco anos, oito meses e 12 doze dias de prisão, e obteve o direito de recorrer da sentença em liberdade. Em março deste ano, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) reduziu a pena para dois anos e oito meses de reclusão, em regime semiaberto.

pontainforma

Comentarios

Más popular

Hasta arriba