Policial

MS.Integrante do PCC é preso em operação contra o tráfico

“Nenê do PCC” ainda tentou fugir pulando entre os muros de imóveis e foi encontrado em cima de um telhado

Apontado com um dos principais traficantes de crack em Nova Andradina, Edilson Nascimento Leite, de 37 anos, conhecido como “Nenê do PCC”, foi preso durante o trabalho conjunto entre policiais civis e militares do município, que fica a 300 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o delegado responsável pela prisão, Rafael de Souza Carvalho, os policiais da SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil, chegaram até o acusado após receberem denúncia anônima, informando que ele estaria traficando drogas na região do Bairro Durval Andrade Filho.

A partir das informações, na noite desta terça-feira (05) os investigadores localizaram a residência do suspeito, no Bairro São Vicente que passou a ser monitorada. Durante a noite, ele e um outro suspeito saíram do local em um veículo Toyota Corolla, preto.

Eles foram seguidos até a esquina da Rua Juichi Nakamura com a Rua Eraclides Simões, quando foram abordados. Para evitar ser preso o suspeito saiu correndo pulando entre os muros das residências.

Além dos policiais civis, agentes da Força Tática da Polícia Militar se empenharam nas buscas, dentro dos quintais e até em cima dos telhados. Assustados, todos os moradores também saíram para as ruas, enquanto suas residências eram vistoriadas.

Após mais de uma hora de buscas os agentes encontraram o suspeito em cima do telhado de uma das casas. Ele desceu, foi algemado e em seguida encaminhado para a 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil) de Nova Andradina/MS.

Ainda conforme o Nova Notícias, no veículo em que estava a dupla foram encontrados duas pedras brutas de crack, que Nenê disse que eram suas. Caso fosse fracionada a droga poderia render até 60 trouxinhas, o que equivaleria a cerca de R$ 900,00 depois de vendidas.

Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e, ainda conforme o delegado já acumulava outras passagens pelo mesmo crime no ano de 2008 e 2014. O condutor do veículo disse que não tem envolvimento com o tráfico, foi ouvido como testemunha e liberado.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba