Policial

Membros do PCC ordenam ataques a viaturas e delegada alerta: se fazem de oprimidos

Gravações estavam em celulares apreendidos em presídios de Campo Grande e Dourados .

A Operação »Impetus», deflagrada pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado em Campo Grande, mostrou que facção PCC tinha uma central de inteligência para monitorar servidores públicos da segurança e assim promover ataques. Em áudio que estava em um celular apreendido, um dos criminosos ordena ataques a servidores da segurança e justifica que sofrem »opressão» do sistema.

Conforme a titular da Deco, Ana Cláudio Medina, a ação foi deflagrada na quarta-feira (20) e os envolvidos já estavam presos nas penitenciárias de Segurança Máxima em Campo Grande e na Penitenciária Estadual de Dourados, a PED.

Ainda conforme Medina, seis suspeitos foram identificados e prestaram depoimento. O conteúdo não foi divulgado. No entanto, durante a investigação, ficou comprovado que havia 12 servidores da segurança pública alvos dos próximos ataques da facção.P.INFORMA

Comentarios

Más popular

Hasta arriba