Policial

ARSENAL DE ARMAS E MUNIÇÕES DE GUERRA ENCONTRADO EM SP

Divulgação/PMSP
Material apreendido pelo ROCAM em Sumaré na manha desta quarta-feira (20)

PMs do 48º Batalhão de Polícia do Interior de Sumaré desconfiaram da atitude de suspeito e durante abordagem apreenderam um fuzil e explosivos
Espalhar segurança por todo o Estado de São Paulo, driblar o trânsito caótico, descer e subir ruas e vielas. A missão da ROCAM (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) é transpor qualquer obstáculo para combater o crime.

a manhã desta quarta-feira (20), os PMs da ROCAM do 48º Batalhão de Polícia do Interior de Sumaré usaram todos esse requisitos básicos e muito faro Policial para prender um criminoso e tirar das ruas armas, munições e explosivos que são utilizados em guerras.
“Os dois PMs tinham acabado de assumir o turno. Era por volta de 6h30 da manhã quando desconfiaram de um veículo na estrada municipal Valencio Calegari. Os Policiais deram sinal de parada e logo esse suspeito encostou”, revela o Major Sabino.

Leia também: ROTA dá recado duro: Em São Paulo o crime organizado sempre vai perder

Para os homens bem treinados, qualquer sinal, por menor que ele seja, já justifica uma abordagem. Entenda no relato do Major: “O suspeito parou quando viu as motocicletas e deu uma travada. Isso já foi o suficiente para eles encostarem para averiguar. Resultado 100% do tirocínio dos PMs”, continua o Major.
Quando o criminoso encostou o carro, os Policiais logo foram checar a placa. De acordo com o sistema, o veículo blindado era roubado e estava com o emplacamento adulterado.

Com a informação de que o carro era roubado, os dois PMs começaram a fazer uma busca mais minuciosa. “Assim que abrimos o porta malas encontramos todo tipo de material do crime. Eram explosivos, capacetes balísticos, máscaras de silicone, munição cal .50, munição cal .762, munição cal .556, carregador de fuzil, um fuzil modelo M4, colete balístico e rádio comunicador”, conta o Major Sabino.

O criminoso revelou para os Policiais que havia sido contratado para deixar o carro com todo o arsenal em uma rua próxima. Para esse “serviço”, ele receberia R$ 3 mil.

“Com base nas declarações desse homem, nós não conseguimos afirmar qual seria finalidade desse material, mas pelo calibre e pelas características podemos imaginar que seriam usados em assalto a banco ou empresas de transporte de valores”, finaliza o Major Sabino.

O criminoso foi encaminhado pelos PMs da ROCAM para o 5º Distrito Policial da cidade e vai responder por receptação/posse de arma restrita. O GATE foi acionado para desarmar os explosivos.

Fonte: Último Segundo – iG @

Comentarios

Más popular

Hasta arriba