Fronteira

O que é o Facebook LOL, plataforma de memes e vídeos com a qual a rede social quer reconquistar os adolescentes

Os memes da internet são há tempos fenômenos virais graças às redes socias.

As frases, imagens e vídeos de humor refletem situações cotidianas e são especialmente populares entre os jovens, que usam plataformas como WhatsApp, Instagram, YouTube e Snapchat para compartilhá-los.

Agora, o Facebook quer usá-los para reconquistar os adolescentes, que estão abandonando a rede social em um ritmo dramático.

Mark Zuckerberg e sua equipe estão desenvolvendo uma nova plataforma, chamada Facebook LOL, que seria basicamente uma fonte de memes, vídeos e GIFs, segundo publicou o site TechCruch, especializado em tecnologia. A informação foi depois confirmada pelo Facebook.

LOL é um acrônimo em inglês de “Laughing out loud”, algo como “morrendo de rir”, em português. E é disso que se trata: uma plataforma de entretenimento para que os jovens se divirtam.

A ideia é que seja organizada em categorias como “animais”, “pegadinhas”, “celebridades” e “games” e que os usuários possam avaliar o conteúdo ao dizer o quão divertido é. Eles também poderão compartilhar memes e criar seus próprios, além de receber recomendações por meio do algoritmo.

A nova plataforma ainda não está disponível. Ela estaria sendo testada com um grupo de cem estudantes de ensino médio dos Estados Unidos que assinaram acordos de confidencialidade, com autorização dos pais para participar de grupos de discussão e de testes individuais sob a supervisão da equipe da rede social.

Captura de tela do Facebook LOL
Image captionOs memes seriam classificados em categorias

No momento, não é possivel saber se a plataforma seria lançada como uma nova função da rede social ou como um aplicativo em separado.

“Estamos fazendo um pequeno experimento, e o conceito ainda está em seus primeiros estágios de desenvolvimento”, disse um porta-voz da companhia ao TechCrunch.

O problema do Facebook com adolescentes

Ainda que o Facebook siga crescendo, nos últimos anos (desde 2014, segundo revelou a empresa), cada vez mais jovens estão migrando para serviços alternativas, o que cria obstáculos para a rede social a longo prazo.

Ainda que uma das opções mais populares aos quais eles recorrem seja o Instagram, que também é do Facebook, a rede social não quer perder esse público.

“O Facebook tem um problema com os adolescentes”, avaliou Bill Fisher, da eMarketer, uma empresa americana de análise de mercado.

O motivo pode ser o fato de que pessoas como seus pais e avós também estarem usando a rede social.

“Com a presença dos adultos, que enviam pedidos de amizades, os mais jovens decidiram fazer o que sempre fazem: dar as costas ao mundo adulto”, escreveu a especialista em meios de comunicação Gabriela Warkentin no texto intitulado “Mãe, saia do meu Facebook!”.

Com a LOL, o Facebook estaria tentando falar a língua dos jovens e tentar atrai-los de volta, como já faz com o Stories do Instagram e com emojis animados.

A empresa já tentou fazer o mesmo ao criar cópias do Snapchat como os aplicativos Poke e Slingshot e ao comprar em 2017 o TBH (“To be honest”, ou “para ser honesto”, em português), um aplicativo de mensagens anônimas para adolescentes – e que teve de encerrar nove semanas depois da aquisição diante dos resultados ruins.

Serão os memes uma estratégia mais eficaz?Fonte: BBC Brasil

Comentarios

Más popular

Hasta arriba