Fronteira

MS abriu 6.360 empresas em 2018, melhor desempenho dos últimos 4 anos

O comércio foi o segundo setor que mais registrou abertura de novas empresas no Estado em 2018.

A Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems), órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), registrou a abertura de 6.360 empresas durante o ano passado, o melhor desempenho dos últimos quatro anos. O relatório confirma a tendência de recuperação da economia do Estado após a crise dos anos 2015/2016, que levou o país à estagnação. «A abertura de empresa tem ligação direta na confiança do empresário de que seu negócio dará certo. Ninguém vai investir seu dinheiro que estava seguramente guardado se não tem a certeza de que vai ganhar mais com isso», avalia o presidente da Jucems, Augusto Cesar Ferreira de Castro.

Em 2015, ano em que a economia brasileira entrou oficialmente em crise com retração de 3,5% no PIB, a Jucems registrou a abertura de 5.921 empresas, queda de 11,7% em relação ao ano anterior. A situação poderia ter sido pior, porém as medidas de precaução tomadas pelo Governo do Estado impediram que os efeitos da crise fossem tão nefastos à economia sul-mato-grossense, e a retração do PIB estadual ficou em apenas 0,3%. Em 2016 o país continuava em crise e a Jucems registrou a abertura de 5.750 empresas, pequena queda 2,88% se comparado ao resultado apurado em 2015.

Augusto de Castro, da Jucems

Augusto de Castro, da Jucems

Em dezembro foram registradas, também, a abertura de 114 filiais de empresas sediadas em Mato Grosso do Sul. Durante o ano todo o número de filiais abertas foi de 1.723, bastante elevado se comparado ao período anterior (1.162). Isso acontece, conforme explicou Augusto Castro, devido à mudança de metodologia após a implantação da Jucems Digital, que permite saber quando uma filial é aberta mesmo fora do Estado, o que antes não acontecia. Só eram registradas as filiais abertas dentro do Estado.

A Jucems Digital está em atividade desde novembro do ano passado e permite que serviços como constituições, alterações, extinções e arquivamento de outros documentos de interesse do empresário, além de emissão de certidões, possam ser feitos de forma remota, pela Internet, a qualquer horário do dia. O sistema trouxe agilidade e simplicidade ao processo de abertura de empresas, um antigo gargalo que afetava o setor empresarial e que foi resolvido.

Secretário Jaime Verruck

Secretário Jaime Verruck

Em dezembro foram registradas, também, a abertura de 114 filiais de empresas sediadas em Mato Grosso do Sul. Durante o ano todo o número de filiais abertas foi de 1.723, bastante elevado se comparado ao período anterior (1.162). Isso acontece, conforme explicou Augusto Castro, devido à mudança de metodologia após a implantação da Jucems Digital, que permite saber quando uma filial é aberta mesmo fora do Estado, o que antes não acontecia. Só eram registradas as filiais abertas dentro do Estado.

A Jucems Digital está em atividade desde novembro do ano passado e permite que serviços como constituições, alterações, extinções e arquivamento de outros documentos de interesse do empresário, além de emissão de certidões, possam ser feitos de forma remota, pela Internet, a qualquer horário do dia. O sistema trouxe agilidade e simplicidade ao processo de abertura de empresas, um antigo gargalo que afetava o setor empresarial e que foi resolvido.
Portal do MS

Comentarios

Más popular

Hasta arriba