Fronteira

Governo Bolsonaro asfaltará BR-163 até Miritituba e depois concederá rodovia


Viagem de caminhão 
Também na última semana, o Ministro da Infraestrutura, percorreu mais de 1000 quilômetros da BR-163, entre Sinop, Mato Grosso e Santarém, Pará, abordo de um caminhão. 
A viagem que teve como principal objetivo conhecer de perto os desafios os principais problemas e desafios encarados diariamente por caminhoneiros

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou na última semana que após a conclusão da pavimentação da BR-163 no norte do país, a rodovia federal será concedida a iniciativa privada. A declaração foi dada durante o lançamento de mais um edição da Operação Radar, ação integrada entre 8º Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) que tem como objetivo garantir a trafegabilidade e o escoamento da safra de grãos no trecho não pavimentado. 
Ainda segundo o Ministro, a conclusão da pavimentação dos 51 quilômetros de estrada de chão até o porto de Miritituba (PA) será de responsabilidade do Governo Federal, com previsão de conclusão ainda em 2019. “Vamos conceder o trecho da BR-163, de Sinop (MT) até o porto de Miritituba (PA), pelo tempo necessário até a construção da ferrovia Ferrogrão”, afirmou ele. 
Tarcísio de Freitas destacou ainda que, como a rodovia já estará pavimentada, o pedágio nesse trecho deverá custar menos do que custaria caso esse trabalho ainda tivesse que ser realizado pelo futuro concessionário.

Viagem de caminhão 
Também na última semana, o Ministro da Infraestrutura, percorreu mais de 1000 quilômetros da BR-163, entre Sinop, Mato Grosso e Santarém, Pará, abordo de um caminhão. 
A viagem que teve como principal objetivo conhecer de perto os desafios os principais problemas e desafios encarados diariamente por caminhoneiros que percorrem a rodovia transportando a safra brasileira de grãos e as ações que vêm sendo feitas no trecho sem pavimentação, era uma das promessas que vinham sendo feitas em diversas reuniões e audiências com representantes do transporte rodoviário de cargas.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba