Fronteira

Governador deve nomear 70 novos delegados para municípios de MS

Nomeações podem sanar a falta de delegados em quase todas as cidades do Estado.
O governador Reinaldo Azambuja deve nomear, ainda no primeiro semestre deste ano, mais 70 novos delegados para municípios que estão sem servidor para o cargo ou que precisam de ampliação no efetivo.

“Inicialmente seriam 30 novos delegados, mas diante a necessidade da Polícia Civil nós vamos nomear todos que completarem o curso de formação”, disse o governador durante visita, nesta segunda-feira (18) aos alunos do Curso de Formação Policial da 8ª Turma de Delegados de Polícia Civil.

O governador garantiu que serão nomeados todos os que forem aprovados no curso de formação e, como o índice de aprovação é de cerca de 90%, pelo menos 70 novos delegados serão nomeados. Com a oferta de 30 vagas no concurso aberto em abril do ano passado, o Governo do Estado convocou 75 candidatos para a última fase da formação.

Atualmente, o Estado conta com 184 chefes de polícia, mas 27 municípios ainda não tem delegados.“Mato Grosso do Sul tem um dos maiores índices de elucidação de homicídios do País. Isso é fruto do trabalho da Polícia Civil. Temos uma das melhores policias do Brasil”, comentou.

O último concurso da Polícia Civil recebeu 38,2 mil inscrições, quando foram oferecidas inicialmente 210 vagas, sendo 100 vagas para o cargo de Investigador de Polícia Judiciária, 80 para o cargo de escrivão de Polícia Judiciária e 30 vagas para delegado de polícia. Em abril deste ano, o governador autorizou a abertura de processo seletivo para contratar mais 170 peritos.

O Programa de investimentos “MS Mais Seguro”, lançado em julho de 2016, destinou mais de R$ 122 milhões para a estruturação das instituições ligadas à Segurança Pública. Os recursos foram investidos na compra de viaturas, armamentos, munições, equipamentos de proteção pessoal, convocação de efetivo e reestruturação da segurança pública em todas as cidades.

Fonte: Campo Grandenews

Comentarios

Más popular

Hasta arriba