Fronteira

FRONTEIRA:Força-tarefa faz pente-fino em busca de irmãos desaparecidos

Força-tarefa faz pente-fino em busca de irmãos desaparecidos
Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros fazem varredura na região do distrito de Nova Itamarati

Uma força-tarefa integrada pela Guarda Civil Municipal de Ponta Porã e Corpo de Bombeiros fez ontem uma verdadeira varredura em busca dos irmãos desaparecidos, Rodney Campos dos Santos, 27 anos, e Edney Bruno Ortiz Amorim, 20 anos. O secretário de Segurança Pública de Ponta Porã, Marcelino Nunes foi um dos coordenadores da ação, após fazer convite na audiência realizada na Câmara de Vereadores, para que a ação fosse emergencial. Ao final, nenhuma pista dos irmãos.
1
Neste sábado, 26, fecha 15 dias do sumiço de Edney e Rodney. Sem informações, amigos e familiares dos irmãos desaparecidos em Ponta Porã após uma abordagem de policiais do Departamento de Operação de Fronteira (DOF), começaram a fazer buscas por conta própria.

“Quem levou eles, não devolve, então a gente quer achar eles, vivos ou mortos, mas a gente quer achar eles de qualquer jeito”, disse a mãe Rosimeire da Silva.
Na audiência pública realizada terça-feira pela Câmara de Vereadores, o secretário de Segurança Pública Marcelino Nunes fez o desafio, e ontem pela manhã, a equipe de Bombeiros do 4º GB e da Guarda Civil saíram rumo ao distrito de Nova Itamarati.
Os jovens de 20 e 27 anos foram vistos pela última vez em uma abordagem policial no dia 12 de agosto. Conforme as câmeras de segurança, eles param o veículo e são revistados. Um vai para a viatura e o outro entra no próprio carro que é conduzido por dois policiais. Em seguida, todos foram embora. Toda ação durou 12 minutos.
O pai Claudinei Rodrigues lembra que perguntou para os filhos onde eles iriam e os dois disseram que iriam “até ali” e já voltariam. No mesmo dia, o carro dos jovens foi encontrado pela polícia paraguaia a uns 20 quilômetros do local da abordagem.
Os policiais que participaram da ação foram afastados. “Eles não foram ouvidos nem em inquérito ainda. Não houve a oitiva em inquérito ainda, mas informalmente disseram que eles foram liberados posteriormente”, afirmou o diretor coronel do DOF Kleber Haddad. A Delegacia Especializada de Homicídios (DEH) de Campo Grande também está no caso.
O Secretário Municipal de Segurança Pública, Marcelino Nunes, disse que foram feitas buscas em vários pontos do distrito de Nova Itamarati.
“Acabamos de voltar. Procuramos e não achamos. Mas fizemos tudo que podíamos. Na Itamarati, em varios açudes, lagoa proibida ,Bafo da Onça e estrada velha de Antonio João. Estivemos em uma localidade na Itamarati onde tem um Rio. Montamos três equipes de buscas com o apoio dos Bombeiros, mas foi infrutífero” disse o secretário, dizendo que se necessário novas buscas serão feitas nos próximos dias.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba