Fronteira

Casal do Paraná usa trator para revelar o sexo de bebê

O chá revelação, evento que virou moda para anunciar o sexo do bebê aos pais, invadiu também o campo. Sara Pessin, de 26 anos, teve uma ideia inusitada para descobrir o sexo do seu bebê e surpreender o marido André Luiz, de 27 anos. A filha de agricultores planejou fazer a revelação na fazenda de um casal de amigos em Farol, interior do Paraná.

«Após fazer o ultrassom do bebê, tive a ideia de usar a última aquisição do meu marido para fazer a revelação do sexo. Com ajuda de um casal de amigos, coloquei um balão com pó colorido no tubo de escape do trator dele. Afinal tudo que a gente tem hoje é graças a agricultura então nada faria mais sentido para nós», explica Sara.

cha-revelação-casal-trator (Foto: Acervo Pessoal)

Balão enche um pouco antes de revelar sexo do bebê. (Foto: Acervo Pessoal)

Grávida de quatro meses, a assistente social conta que o momento da revelação foi de muita emoção. «Ligamos o trator, o balão foi encheendo até que estorou e começou a sair fumaça azul. Sempre achei que seria mãe de menina então foi uma surpresa descobrir que na verdade vamos ser pais de um menino», relata a mãe.

Sara e André estão casados há quatro anos e serão pais pela primeira vez. «Queria que o momento da revelação fosse íntimo e especial para nós. Então um casal de amigos gravou em vídeo e depois convidamos nossos familiares para irem em casa descobrir o sexo do bebê. Estão todos muitos animados com a novidade», conta Sara. 

O casal sempre teve vínculo com o meio rural. Sara é filha de agricultores e costumava morar nas fazendas que os pais trabalhavam. Atualmente mora em Farol e trabalha em Campo Mourão, mas também ajuda a cuidar da horta e criar animais no sítio dos pais na região. «Meus pais tiram todo seu sustento da propriedade e ainda ajudam a compor a renda da família», ressalta.

Já André Luiz é agricultor e chegou ao último ano da faculdade de agronomia, mas decidiu interromper os estudos para investir em um negócio familiar. «Meus sogros eram administradores de fazenda, há quatros anos começaram a comprar a maquinários para arrendar terras e ele passou a trabalhar com eles. Eu concilio meu trabalho como assistente social e ainda ajudo ele na parte burocrática do negócio», diz Sara.

  Com muito trabalho em vista, a gravidez não foi planejada. «Foi um susto. Após a euforia da notícia, recaiu o peso da responsabilidade. Somos jovens e nos preocupamos em ser bons pais e educar bem nosso filho. Esperamos que a safra seja boa», afirma Sara.

O bebê irá se chamar Joaquim Vicente e está previsto para nascer em 3 maio de 2019, dia do aniversário de casamento do casal. «Vamos criá-lo em Farol mas ele vai viver em contato com o campo e as origens da nossa família. Meu marido já avisou que o menino terá botina, camisa xadrez e vai para a roça com ele», revela a mãe.

Curte o conteúdo da Globo Rural? Ele também está no Globo Mais.

Comentarios

Más popular

Hasta arriba