Economia

MERCADOS-Confira os fechamentos de bolsa, câmbio, juro e commodities

SÃO PAULO, 3 Jul (Reuters) – Veja como fecharam nesta
terça-feira mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA- Índice avança com bancos privados em sessão com
liquidez reduzida antes de feriado nos EUA
O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira, em pregão com
giro financeiro menor em razão da sessão mais curta em Nova
York, com o avanço das ações dos bancos Bradesco e Itaú Unibanco
e do grupo de ensino Kroton entre as maiores contribuições
positivas.
O índice de referência do mercado acionário brasileiro
subiu 1,14 por cento, a 73.667 pontos. O volume financeiro somou
apenas 8,184 bilhões de reais, abaixo da média diária do ano, de
11,9 bilhões de reais. Na máxima do dia, o Ibovespa subiu 2,3
por cento, superando os 74 mil pontos.

MetaTrader 300×250
CÂMBIO- Após subir quase 1% na véspera, dólar cai a vai
abaixo de R$3,90
Após saltar quase 1 por cento na véspera, o dólar fechou em
queda nesta terça-feira e abaixo do patamar de 3,90 reais, com a
cena externa um pouco mais tranquila mas com o mercado sob a
expectativa de que o Banco Central pode voltar a fazer
intervenções extraordinárias.
O dólar recuou 0,40 por cento, a 3,8954 reais na venda,
depois de ir a 3,9111 reais no pregão passado e ter registrado
valorização por cinco meses seguidos de mais de 20 por cento.

JURO- Taxas dos DIs têm leves altas com movimento de
correção
Depois de serem negociadas em baixa durante a maior parte do
dia acompanhando o comportamento do dólar ante o real em meio ao
cenário externo mais favorável, as taxas dos contratos futuros
de juros fecharam com leves altas nesta terça-feira, num
movimento de correção.

BOLSA EUA- Wall Street fecha em queda com perdas de Facebook
e Apple
Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em queda
nesta terça-feira, pressionados pela Apple, Facebook e outras
ações de tecnologia, em uma sessão mais curta por conta do
feriado de 4 de julho.
O índice Dow Jones caiu 0,54 por cento, a 24.175 pontos,
enquanto o S&P 500 perdeu 0,494735 por cento, a 2.713
pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,86 por
cento, a 7.503 pontos.

BOLSA EUROPA- Principais índices sobem depois de acordo de
imigração na Alemanha
Os mercados acionários europeus subiram nesta terça-feira
depois que os conservadores da chanceler alemã Angela Merkel
chegaram a um acordo sobre imigração e deram algum alívio aos
investidores que enfrentam uma série de preocupações políticas,
incluindo as tensões comerciais com os Estados Unidos.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,84 por cento, a 1.487
pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou
0,81 por cento, a 380 pontos.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preços fecham em alta após sessão volátil antes de
feriado nos EUA
Os preços do petróleo fecharam com leve alta nesta
terça-feira depois de uma sessão volátil, na qual o contrato de
referência dos Estados Unidos (WTI) superou os 75 dólares por
barril pela primeira vez em mais de três anos, antes de entrar
em território negativo e depois recuperar as perdas mais para o
fim do pregão.
Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) fecharam com
alta de 0,20 dólar, a 74,14 dólares o barril. O petróleo Brent
fechou em alta de 0,46 dólar, a 77,76 dólares por
barril.

SOJA , MILHO , TRIGO
Trigo e milho avançam em Chicago por receios com clima; soja
toca novas mínimas
Os contratos futuros do trigo negociados na Bolsa de Chicago
se recuperaram nesta terça-feira da maior perda percentual
diária em quase um ano durante a sessão anterior, por
preocupações sobre a redução de safras por condições climáticas
desfavoráveis em importantes regiões produtoras pelo mundo.
Os futuros do milho na mesma bolsa também se recuperaram de
mínimas do dia anterior, por cautela em relação ao tempo em um
mês crucial para a safra dos Estados Unidos. A soja, entretanto,
foi pressionada em vendas no fim do pregão, por receios sobre as
disputas comercias entre os EUA e a China, maior comprador da
oleaginosa do mundo.

AÇÚCAR , CAFÉ
Açúcar bruto amplia perdas na ICE; café arábica se recupera
de mínima desde 2013
Os contratos futuros do açúcar bruto na ICE caíram nesta
terça-feira, ampliando as perdas da sessão anterior, depois de
ficarem abaixo do nível de suporte técnico, o que disparou
vendas especulativas e conforme a fraqueza nos preços do etanol
e as expectativas sobre a produção da Índia também pressionavam
os preços.
O café arábica se distanciou de uma mínima de 4 anos e meio
do início do pregão, com operadores ajustando posições antes do
feriado do Dia da Independência dos Estados Unidos na
quarta-feira.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
((isabel.marchenta@thomsonreuters.com; +5511 5644 7721;))

Comentarios

Más popular

Hasta arriba