Economia

Dólar fecha em alta, de olho nas negociações entre EUA e China

O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (10), com operadores monitorando os desdobramentos das negociações comerciais entre Estados Unidos e China e avaliando as possibilidades de um acordo parcial entre os dois países. A moeda norte-americana subiu 0,50%, vendida a R$ 4,1228.

No mês, o dólar acumula queda de 0,78%, mas no ano há alta de 6,42%. Segundo Ricardo Gomes da Silva, superintendente da Correparti Corretora, o mercado estava predisposto a não realizar grandes movimentações na sessão diante das incertezas externas acerca das negociações comerciais EUA-China, destacou a Reuters.

No entanto, «quando a moeda tocou sua máxima, o exportador adotou uma posição forte de venda e promoveu uma redução da alta do dólar», afirmou Silva à Reuters. Para ele, grande parte do estímulo para este movimento partiu de uma melhora das perspectivas do mercado sobre um possível acordo parcial entre EUA e China, às vésperas de um encontro entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, em Washington.

As conversas estão ocorrendo dias antes das tarifas dos EUA sobre US$ 250 bilhões em mercadorias chinesas subirem de 25% para 30%. Trump disse que o aumento de tarifas entrará em vigor em 15 de outubro, caso nenhum progresso seja feito nas negociações. Na cena doméstica, investidores se mantiveram atentos às declarações de autoridades do governo no Fórum de Investimentos Brasil de 2019. Nesta sessão, o BC vendeu todos os US$ 525 mil.

Fonte: Fiems

Más popular

Hasta arriba