‘Micro-ondas’, execução e cemitério clandestino: crimes apontam rastro do PCC em Campo Grande